ANÁLISE DA PRODUÇÃO NACIONAL DE BARRIS DE PETRÓLEO EESTIMATIVA PARA O PREÇO MÉDIO DA GASOLINA NO BRASIL PARA 2023

  • Fernando Pacheco
  • Leandro Blass
Rótulo Cálculo, Numérico, Método, dos, Mínimos, Quadrados, Uso, softwares

Resumo

O cálculo numérico possui uma ampla aplicação na engenharia e em muitas áreas. Através dos métodos numéricos, agregado ao uso de softwares como ferramenta de apoio, é possível resolver problemas no contexto do nosso cotidiano. Os cálculos realizados através do Método dos Mínimos Quadrados - MMQ, resultam em obter os coeficientes das funções ajustadas. Por meio delas é possível gerar gráficos e fazer previsões, nas quais são chamadas de extrapolações, geradas além do intervalo de cálculo. Por exemplo, o aumento do preço do combustível no Brasil, resultado de inflações, acarreta um efeito dominó", no qual, reflete diretamente em outras áreas que estão interligadas, como o transporte público, empresas de logística, e até mesmo no valor de mercadorias no varejo. Esses custos são geralmente usados no planejamento econômico, ou seja, analisar e prever futuros gastos. Mesmo que de maneira aproximada, tendo em vista os inúmeros fatores globais que geram variáveis que podem afetar os resultados, é fundamental fazer esse levantamento para obter estimativas e previsões para uma organização financeira, seja ao nível empresarial ou governamental. Desse modo, o objetivo do trabalho é usar o MMQ e realizar uma estimativa do preço da gasolina para o ano de 2023. Para resolver o problema, primeiramente, foi realizada uma análise gráfica, tendo como base os dados oficiais da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - ANP, dos anos 2005 a 2022 e após realizado os cálculos dos métodos por meio de softwares. A escolha do método que melhor ajusta os dados foi dada pelo coeficiente de correlação. Para análise do problema, foram utilizados três métodos: ajuste linear, ajuste polinomial e ajuste exponencial. Quando aplicada a linha de tendência, no ajuste linear obteve-se coeficiente de correlação igual a R²=0,9677 para o ajuste exponencial igual a R²=0,9647 e para o ajuste polinomial igual a R²=0,9682, no qual, mesmo que com uma pequena margem, o ajuste polinomial obteve-se uma melhor precisão dos dados. Verificando os dados da amostra, dos últimos dezessete anos, foi possível realizar a projeção futura(extrapolação) do preço médio nacional da gasolina para 2023. Com base nos valores coletados, foi usado as ferramentas computacionais, como: Excel e Visual Cálculo Numérico - VCN, como forma de calcular os coeficientes da função B(t)= 0,0004t² - 1,6589t + 1590,5, onde a variável B corresponde a quantidade de barris de petróleo produzidos ao dia, e a variável t é o número de anos de produção, na qual resultou que a estimativa de produção de barris de petróleo, ao dia, passaria de 2,9 milhões em 2022, para 3,0 milhões, em 2023. Logo, se o preço da gasolina fosse tabelado, chegando ao cliente final, tendo em vista a produção de barris de petróleo, o preço da gasolina no próximo ano diminuiria, passando a média nacional de R$5,89 ano de 2022 para R$5,66, o litro em 2023. Valor encontrado na aplicação do ajuste polinomial, onde nesse caso, o coeficiente de correlação igual a R²=0,9337 encontrado através da função P(t)= 2,0539t² - 7,7914t + 8,7513, onde a variável P corresponde ao preço médio do litro da gasolina no Brasil, t é em relação a produção de barris de petróleo. Porém, se o preço da gasolina para 2023 for estimado tendo como base os dados históricos, o preço médio nacional da gasolina no Brasil passaria de R$5,89 para R$6,17, tal valor, encontrado através da função P(t)= 0,0139t² - 55,681t + 55879, onde a variável P corresponde ao preço médio do litro da gasolina no Brasil, t é em relação ao ano. Conclui-se, que se o preço médio da gasolina no Brasil for estipulado tendo em vista a produção de barris de petróleo ao dia, a mesma irá diminuir ao consumidor final. Entretanto, se o valor do combustível analisado for baseado na sua média histórica, o preço médio nacional da gasolina, em 2023, chegará aproximadamente 4,8% mais cara ao consumidor.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
PACHECO, F.; BLASS, L. ANÁLISE DA PRODUÇÃO NACIONAL DE BARRIS DE PETRÓLEO EESTIMATIVA PARA O PREÇO MÉDIO DA GASOLINA NO BRASIL PARA 2023. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.