AS DEMANDAS DO TRABALHO DOCENTE PARA O ENSINO REMOTO NA EDUCAÇÃO BÁSICA

  • Viviane Cordiel de Matos
  • Arthur Magalhães Viola
  • Juliane Davila Paiva
  • Juliana Brandao Machado
Rótulo Tecnologias, Digitais, Trabalho, Docente, Ensino, Remoto

Resumo

Este resumo tem como intuito narrar as dificuldades vivenciadas pela classe docente durante o período de crise sanitária causada pelo vírus da Covid-19, que revelou alguns déficits existentes na formação e especialização docente, principalmente em relação ao uso das tecnologias como ferramentas de ensino e aprendizagem. O presente trabalho está vinculado ao projeto de pesquisa Docência no século XXI: políticas, narrativas, práticas e proposições para a construção de uma epistemologia do trabalho docente, Eixo 2, onde são analisadas práticas pedagógicas na cibercultura. O objetivo deste resumo é discutir como a pandemia, em conjunto as fragilidades do ensino, sobrecarregaram o trabalho docente em relação às práticas pedagógicas a partir da inclusão de tecnologias para o desenvolvimento do ensino remoto. Esse período trouxe à tona o descaso já existente com a formação de professores e sua capacitação, elemento que o projeto de pesquisa procura destacar, apresentando a necessidade de uma profissionalização docente, tanto aos que já atuam na profissão quanto para os que estão em formação. A pesquisa está sendo realizada a partir de estudos bibliográficos e de campo nas redes de Educação Básica públicas do município de Jaguarão. Quanto à pesquisa de campo, foram entrevistadas 10 docentes, das quais a maioria já atuava profissionalmente há mais de 10 anos. Muitas relataram terem pouco ou nenhum contato com materiais digitais até o período pandêmico. Para esta abordagem serão analisadas a carga horária, o planejamento curricular, o uso das ferramentas digitais pelas docentes, como o trabalho foi conciliado com as atividades pessoais e domésticas durante a pandemia e como tais aspectos podem ter influenciado a saúde mental das professoras. Com a obrigatoriedade do distanciamento social, as escolas se mantiveram fechadas, mas era necessário também encontrar outra forma de trabalhar, auxiliar os alunos e desenvolver o processo pedagógico. Sendo assim, o planejamento didático passou por uma readequação de extrema importância para manter o ensino, utilizou-se de plataformas digitais que oferecessem suporte para ministrar as aulas. Além deste problema que, em tese, havia sido solucionado com a adoção de uma ferramenta tecnológica pelas mantenedoras, cabia agora aos professores apenas gerenciar esse novo ambiente, sendo que muitos nunca haviam desenvolvido ações com dispositivos digitais e/ou muito menos consideravam o ambiente virtual como um aliado. Por exemplo, para as mais velhas, a compatibilidade com o ensino remoto foi uma dificuldade maior, ao exigir a substituição da tradicional relação pedagógica presencial com os alunos por atividades remotas. Também não houve uma política de formação implementada pelas mantenedoras, deixando as docentes à mercê de cursos gratuitos, troca entre colegas, lives e palestras on-lines. O tempo de trabalho, que antes era de 40 horas semanais, passou a sobrecarregar as docentes, pois era necessário conciliar com os serviços domésticos. Segundo uma das entrevistadas: A gente tem que tá a disposição da escola, da direção, né? Dos alunos, dos pais, 24 horas. Verificamos através dos dados obtidos em nossa pesquisa que as docentes sentiram-se frustradas sobre o próprio rendimento durante a pandemia, por causa da falta de habilidade com as ferramentas digitais, mesmo tendo plena consciência que ninguém cogitava ou estava preparado para as proporções que o vírus da COVID-19 iria tomar. Desta forma, a partir da pesquisa realizada foi possível perceber a falta de investimentos necessários para que fosse realizado um melhor aproveitamento do ensino remoto durante a pandemia, trazendo o uso das tecnologias digitais não apenas como ferramentas secundárias, mas como parceiras diárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
CORDIEL DE MATOS, V.; MAGALHÃES VIOLA, A.; DAVILA PAIVA, J.; BRANDAO MACHADO, J. AS DEMANDAS DO TRABALHO DOCENTE PARA O ENSINO REMOTO NA EDUCAÇÃO BÁSICA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.