GRUPI COMO TERRITÓRIO PROPULSOR DE FORMAÇÃO ACADÊMICO-PROFISSIONAL DE BOLSISTAS

  • Tuane Garcia Medina
  • Gabrielly Fagundes Pavin
  • Lucas da Silva Leivas
  • Elena Maria Billig Mello
  • Diana Paula Salomão de Freitas
Rótulo Inovação, Pedagógica, Protagonismo, Formação, acadêmico-profissional

Resumo

O Grupo de Pesquisa em Inovação Pedagógica na formação acadêmicoprofissional de profissionais da Educação (GRUPI) é um grupo interinstitucional (UNIPAMPA, UFPel e UNISINOS), que proporciona ações de ensino, pesquisa e extensão, com foco na inovação pedagógica. Neste espaço, que denominamos por território, são discutidas, em parceria, temáticas acerca dos processos administrativo-pedagógicos da educação básica e superior, com foco na identificação, proposição e avaliação de estratégias para superar desafios educacionais da atualidade. Nesse sentido, o GRUPI é um território de formação acadêmico-profissional entendido como formação docente em nível superior que assume a parceria entre escola e universidade, considerando e fazendo a articulação dos saberes próprios de cada uma das realidades. Desta forma, o presente trabalho investigativo, com abordagem qualitativa, objetivou analisar vivências de bolsistas de pesquisa e extensão vinculados aos projetos do GRUPI, no sentido da constituição de território de formação acadêmica destes futuros docentes. Formação essa na qual acadêmicos (de graduação e pós-graduação) e professores (da educação básica e superior) constroem seus conhecimentos em conjunto, em território de co-responsabilidade entre universidade e escola, problematizando e enriquecendo a formação de ambos. O referencial teórico utilizado envolveu autores, como: Maria Isabel da Cunha, Helena Singer, Ana Paula Cardoso, Jaume Carbonell, Diniz-Pereira, entre outros. Vivências principais desenvolvidas pelos bolsistas que foram analisadas são: organização e acompanhamentos dos sites e e-mails vinculados aos projetos; participação em reuniões de estudos; realização de pesquisas e análises sobre as temáticas inovação pedagógica e formação acadêmico-profissional; co-responsabilização na socialização dos resultados dessas pesquisas e estudos nas reuniões coletivas; protagonismo nas atividades de eventos extensionistas integradas à comunidade escolar e universitária; ampliação dos saberes científico-acadêmicos na área de formação docente mediante convivência com docentes orientadores; participação e publicização em eventos científicos, entre outras. Como resultados parciais apresentam-se: (a) participação de licenciandos em grupos como esse traduz-se em um processo de formação acadêmico-profissional, uma vez que as pesquisas, diálogos e problematizações a respeito das experiências educacionais vivenciadas pelos participantes, fomentam a (re)construção de conhecimentos importantes, potencializando o preparo dos estudantes e aproximando da realidade escolar aqueles que ainda não são atuantes na área educacional; (b) envolvimento dos licenciandos nesse território formativo possibilita a eles aprendizado teórico-prático, analisando desafios da profissão docente, numa perspectiva emancipatória e inovadora, e também sobre o seu papel, contribuindo para o processo de formação humana e profissional; (c) vivências (re)construídas possibilitam aprendizados que ampliam os saberes necessários à profissão docente e reafirmam o compromisso social das IES; (d) promoção da integração ensino-pesquisa-extensão, com atuação dos licenciandos como bolsistas; (e) atuação como protagonistas nas ações de pesquisa e extensão, embasados em princípios da inovação pedagógica, especialmente o próprio protagonismo, a coletividade, a co-gestão. Contudo, o território formativo com seus projetos de pesquisa e extensão, tem oportunizado o desenvolvimento do protagonismo docente e discente com vistas ao melhor enfrentamento de desafios impostos à profissão, especialmente na atualidade. Ser bolsista destes projetos e, principalmente, integrante de um grupo de pesquisa de sua temática de interesse, também possibilita construir e ampliar parcerias com outros profissionais da área, na medida em que eventos como o Seminário de Inovação Pedagógica (SIP), realizado pelo GRUPI, engloba a participação de discentes de graduação e pós graduação, além de profissionais da educação de diferentes redes e instituições do ensino, compartilhando experiências e alicerçando mais contribuições potentes ao território formativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
GARCIA MEDINA, T.; FAGUNDES PAVIN, G.; DA SILVA LEIVAS, L.; MARIA BILLIG MELLO, E.; PAULA SALOMÃO DE FREITAS, D. GRUPI COMO TERRITÓRIO PROPULSOR DE FORMAÇÃO ACADÊMICO-PROFISSIONAL DE BOLSISTAS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.