AVALIAÇÃO DE NÍVEIS SÉRICOS DE VITAMINA D E ANTROPOMETRIA PRE E PÓS PANDEMIA SARS-COV 2

  • Vanessa Retamoso
  • Lauren Alicia Flores Viera dos Santos
  • Débora Alejandra Vasquez Rubio
  • Vanusa Manfredini
  • Jacqueline Da Costa Escobar Piccoli
  • Ana Letícia Vargas Barcelos
Rótulo Hipovitaminose, Vitamina, antropometria

Resumo

A hipovitaminose D tem sido observada em diferentes populações, tendo em vista a redução da exposição solar no período da pandemia e também a baixa ingestão de alimentos com esta vitamina. Tornando preocupante para a saúde pública, pois a vitamina D exerce funções fundamentais para a prevenção de doenças crônicas, além de sua ação no metabolismo do cálcio e fósforo, importante para o sistema cardiovascular e sistema nervoso central. Além disso os hábitos alimentares inadequados os quais se destacam o consumo excessivo de alimentos refinados, ricos em gordura e uma ingestão reduzida de alimentos integrais, frutas, legumes e verduras, torna a dieta pobre em valor nutricional. Este consumo no qual pode estar relacionado ao ganho excessivo de peso, principalmente no período de isolamento social. Sendo assim, investigou-se os níveis séricos de vitamina D e do consumo alimentar no período pré e pós pandemia de Covid 19 entre estudantes de graduação e pós graduação. O presente estudo foi aprovado pelo CEP-UNIPAMPA / CONEP 977827. Participaram do estudo estudantes de ambos os sexos (≥ 18 a 59 anos), que foram recrutados no campus UNIPAMPA-Uruguaiana. Após a assinatura do TCLE, a coleta de dados foi realizada pela aplicação do questionário com dados de identificação, perfil sócio econômico e demográfico. O consumo alimentar foi realizado através do recordatório 24 horas, onde os voluntários relatavam seu consumo alimentar do dia anterior. Avaliações antropométricas do peso, altura e foram classificadas de acordo com o Índice de massa corporal (IMC) de acordo com WHO, 2000, além da aferição das circunferências da cintura, braço e quadril. A dosagem de vitamina D sérica foi realizada pelo método de quimioluminescência, utilizando kits comerciais padrão, estas analises foram realizadas em dois momentos, para posterior comparação. E a análise estatística foi realizada em programa SPSS 20.0. Para descritivas foi realizada análise de frequência ou médias seguidas do desvio padrão. Foram consideradas significantes as diferenças com p≤ 0,05. Foram avaliados 20 indivíduos com média de idade de 24±4,5 anos sendo 6 homens (30%) e 14 mulheres (70%). A primeira avaliação foi realizada em setembro de 2019 e a segunda em maio de 2022. As comparações foram as seguintes: Média de Vitamina D sérica 1= 15,9±5,0 ng/dL vitamina D 2= 29,7±5,4 ng/dL (p

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
RETAMOSO, V.; ALICIA FLORES VIERA DOS SANTOS, L.; ALEJANDRA VASQUEZ RUBIO, D.; MANFREDINI, V.; DA COSTA ESCOBAR PICCOLI, J.; LETÍCIA VARGAS BARCELOS, A. AVALIAÇÃO DE NÍVEIS SÉRICOS DE VITAMINA D E ANTROPOMETRIA PRE E PÓS PANDEMIA SARS-COV 2. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.