Percepção do conhecimento sobre fisiologia e a aplicabilidade no ambiente escolar por alunos formandos de Educação Física

  • Amistron Correa
  • Andreliza Ferreira Corrêa
  • Lidiane Bosco
  • Mauren Assis De Souza
Rótulo Fisiologia, Homeostase, Atividade, Física, Escola

Resumo

Desde o princípio o homem dependeu de sinais fisiológicos para sobrevivência, hoje vemos que esses sinais tratavam de mecanismos que cuidavam de regular o funcionamento do corpo. Sua temperatura, fluxo sanguíneo, atividades celulares, entre outros, são formas que o corpo mantém um padrão regulatório mantendo a homeostase (condição de repouso). Então, esse mecanismo homeostático vai exercer no corpo um controle do ambiente interno relativamente constante, sendo assim, uma constância dinâmica com termos similares, homeostase e estado estável, embora sua similaridade, ambos se diferem através de suas características, onde o primeiro denota uma condição relativamente constante sobre condições de repouso, e a segunda não significa que uma variável fisiológica apresenta valores de repouso, mas sim que esta variável é constante e imutável. Então, a fisiologia ensinada nas universidades está além de aspectos químicos, físicos ou biológicos, permite uma compreensão do comportamento corporal em diferentes situações. Para o profissional de educação física é importante compreender mudanças durante a quebra da homeostase que ocorre pela prática de atividade física, entendendo que ao propor uma atividade vai ocorrer diferentes alterações no organismo, sendo elas diferentes para cada atividade. O papel do professor de Educação Física nas escolas não se limita à prática, mas também inclui a promoção da saúde. Para tanto, o conhecimento de fisiologia e a inserção dos conhecimentos sobre fisiologia tem uma participação importante neste processo. Como também, entender a importância de ensinar na escola sobre fisiologia e seus mecanismos associando à prática de atividades físicas desde cedo, ajudando na conscientização dos escolares sobre os desenvolvimentos de doenças metabólicas. Portanto, o objetivo deste trabalho é verificar a percepção dos discentes sobre seu nível de conhecimento em fisiologia e averiguar se eles se sentem aptos para aplicar na escola o conhecimento sobre fisiologia. Este trabalho é um recorte de uma pesquisa de mestrado que está em andamento. A pesquisa foi realizada com acadêmicos formandos do oitavo semestre dos cursos de educação física - licenciatura das universidades públicas da região centro-oeste, sudoeste do estado do rio grande do sul. Através de um questionário online na plataforma Google Forms contendo perguntas abertas e fechadas, buscando investigar o grau de domínio do conteúdo pelos discentes, a aplicabilidade na prática profissional futura, assim como, a aptidão para unir a atividade prática com a fisiologia em destaque nas aulas. O questionário foi enviado para os professores e os mesmos enviaram para seus alunosatravés de e-mail institucional, sendo assim obtivemos 21 respostas. O projeto está registrado no CEP sob nº 20876819.2.0000.5323. Quando questionados sobre: O quanto você acredita que domina os conhecimentos da disciplina de fisiologia desenvolvidos ao longo da sua formação?, os dados apresentam que 85,7% consideram um domínio médio a avançado do conteúdo de fisiologia. Outra pergunta investigou Como você avalia a aplicabilidade dos conteúdos de fisiologia para a sua prática profissional, os dados mostram que 95,2% responderam que avaliam a aplicabilidade dos conteúdos de fisiologia como satisfatório. Quando questionados sobre O quanto você se considera apto a desenvolver uma aula de Educação Física onde a fisiologia seja o tema central da mesma?, mais da metade das respostas, 76,3% mostram que os alunos consideram ter uma aptidão boa para levar a proposta como central. Concluímos com os resultados obtidos, que o aprendizado em fisiologia durante a graduação, garante aos discentes a competência de abordar a fisiologia dentro das sala de aula, possibilitando um ensino com mais qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
CORREA, A.; FERREIRA CORRÊA, A.; BOSCO, L.; ASSIS DE SOUZA, M. Percepção do conhecimento sobre fisiologia e a aplicabilidade no ambiente escolar por alunos formandos de Educação Física. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.