ATENÇÃO À SAÚDE DO ADULTO NO CONTEXTO DA FISIOTERAPIA EM UM MUNICÍPIO DA FRONTEIRA-OESTE DO RIO GRANDE DO SUL (RS)

  • Vanessa Santos dos Santos
  • Barbara Garcia Figueredo
  • Caroline da Silva Carvalho
  • Fernanda Vargas Ferreira
  • Juliana Campodonico Madeira
Rótulo Atenção, Primária, Saúde, Fisioterapia, Adulto

Resumo

Introdução: A Atenção Integral à Saúde do Adulto tem como propósitos a atuação, especialmente, frente às principais doenças crônicas não transmissíveis que são Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), Diabetes mellitus (DM), doença renal crônica, eventos cardíacos isquêmicos, doenças respiratórias e doenças osteomusculares. Dessa forma, essa deve ser articulada com as Redes de Atenção à Saúde (RAS) a fim de favorecer o aumento da expectativa de vida e a qualidade de vida. Adicionalmente, a Fisioterapia como profissão de nível superior das Ciências da Saúde que é voltada ao estudo, prevenção e terapêutica dos distúrbios cinéticofuncionais do corpo humano; no contexto da Saúde Coletiva, se torna relevante na medida em que contribui para a promoção de saúde, a prevenção de danos, a recuperação e a reabilitação. Especificamente, a Estratégia Saúde da Família (ESF) é dita prioritária para transformação do modelo de atenção, na qual se propõe uma nova forma de cuidar da saúde, com ênfase na atenção a família, no trabalho em equipe multiprofissional, nas ações de prevenção, promoção, cura e reabilitação. Objetivo: Identificar o perfil de adultos assistidos pela Fisioterapia no contexto da Atenção Primária. Método: Estudo transversal realizado entre outubro e dezembro de 2021 em um município da fronteira-oeste do Rio Grande do Sul que incluiu adultos de 21 a 59 anos. Excluíram-se sujeitos com déficit neurológico e/ou cognitivo, gestantes/lactantes/puérperas. Após convite e explanação dos objetivos do estudo, se colheu assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Posteriormente, se aplicaram questionário com dados sociodemográficos e clínicos e o Questionário de Percepção de Doenças Versão Breve (Brief IPQ), validado para a população brasileira. Realizou-se análise descritiva (frequências absolutas - N e relativa - %) com o SPSS, versão 22.0. Pesquisa aprovada eticamente (CAAE:47938621.1.0000.5323). Resultados: O perfil da amostra apresentou 29 indivíduos (n=24 mulheres; 82,76%), faixa etária de 46-59 anos (n=22 mulheres;76%), autodeclaração de pardos (n=13; 44,83%), até um salário mínimo (n=17; 58,6%), grau de escolaridade - ensino fundamental (n=16; 55,1%) e sem ocupação extradomiciliar (n=20; 69%). Em relação à presença de doenças, as mais citadas foram HAS (n=12; 63%), DM (n=11; 57,9%), dislipidemia (n=6; 31,5%) e sobre o Índice de Massa Corporal (IMC), se destacaram sobrepeso (n=11; 38%) e obesidade (n=15; 51,7%). No que tange ao estilo de vida, a maioria era sedentário (n=21; 72,4%), não era tabagista (n=18; 62%) e não era etilista (n=21; 72,4%). Em relação ao encaminhamento fisioterapêutico, os principais diagnósticos foram tendinopatia em membro superior (n=6; 20,7%), discopatia degenerativa (n=4; 13,8%), osteofitose (n=4; 13,8%) e fibromialgia (n=3; 10,3%). As queixas foram de caráter ostemioarticular, ilustradas por dor em membro superior (n=8; 27,6%); dor em membro inferior (n=5; 17,2%), lombalgia (n=5; 17,2%) e cervicalgia (n=3; 10,3%). Adicionalmente, a queixa apresentava duração superior a sete meses para a maioria dos participantes (n=28; 96,5%). Quanto à percepção acerca da doença, os escores variaram entre 20 e 60, tendo-se como média 40,65, o que indica intensidade média. Conclusão: Nossos resultados apontaram perfil vulnerável a doenças crônicas possivelmente pela associação de fatores como sobrepeso/obesidade e sedentarismo, o que indica a importância e a necessidade de se investir em ações educativas de saúde e de estimular o autocuidado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
SANTOS DOS SANTOS, V.; GARCIA FIGUEREDO, B.; DA SILVA CARVALHO, C.; VARGAS FERREIRA, F.; CAMPODONICO MADEIRA, J. ATENÇÃO À SAÚDE DO ADULTO NO CONTEXTO DA FISIOTERAPIA EM UM MUNICÍPIO DA FRONTEIRA-OESTE DO RIO GRANDE DO SUL (RS). Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.