EFEITOS SEXO-DEPENDENTES DA PRIVAÇÃO DE CUIDADOS E DO EXERCÍCIO MATERNAL SOBRE A MEMÓRIA DA PROLE

  • Gabriela Cristiane Mendes Gomes
  • Guilherme Salgado Carrazoni
  • Ben Hur Souto das Neves
  • Karine Ramires Lima
  • Pamela Billig Mello Carpes
Rótulo Exercício, aeróbico, Déficits, memória, Privação, maternal

Resumo

Eventos estressores no início da vida, como a privação de cuidados, podem influenciar no desenvolvimento do cérebro, promovendo déficits mnemônicos, alterações neuroquímicas, hormonais e comportamentais. Estudos têm evidenciado efeitos neuroprotetores do exercício físico durante a gestação, dentre eles, a melhora na função cognitiva da prole. Porém, os efeitos da mudança na intensidade do exercício na transição do período pré-gestacional para o gestacional é um aspecto ainda pouco estudado. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi elucidar os efeitos do exercício físico realizado por ratas no período pré-gestacional, e mantido em igual intensidade durante a gestação, na memória da prole submetida à privação maternal (PM). Oito ratas Wistar fêmeas, quatro ratos Wistar machos e os seus filhotes (n = 6-11 por grupo) foram utilizados. Este estudo foi aprovado pelo CEUA/Unipampa (protocolo 020/2021). Inicialmente, as fêmeas mães foram divididas em dois grupos: sedentário (S), que não realizaram exercício; e exercício pré-gestacional e gestacional em igual intensidade (EPGI), que realizaram exercício aeróbico 4 semanas antes e 3 semanas durante a gestação (30 minutos por dia, 5 vezes na semana, na velocidade de 12m/min). Após o nascimento, a prole de cada grupo foi subdividida entre controle (CT) e PM. Nos grupos PM, a mãe foi retirada da caixa moradia 3 horas/dia, durante os 10 primeiros dias de vida da prole. As proles CT não foram manipuladas durante esse período. Os animais foram desmamados com 21 dias de idade, e separados em caixas de acordo com o sexo (n = 4 por caixa). Para avaliação da memória da prole, foi realizado o teste de reconhecimento de objetos (RO) quando os animais alcançaram 90 dias de idade (fase adulta). O teste de RO avalia a capacidade dos animais de reconhecer um objeto novo, diferenciando-o de um familiar. Para análise de dados, o tempo de exploração em cada objeto foi transformado em percentual e comparado a uma média teórica de 50%, utilizando o teste-t de uma amostra. Para todas as análises, foi considerado significativo p

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
CRISTIANE MENDES GOMES, G.; SALGADO CARRAZONI, G.; HUR SOUTO DAS NEVES, B.; RAMIRES LIMA, K.; BILLIG MELLO CARPES, P. EFEITOS SEXO-DEPENDENTES DA PRIVAÇÃO DE CUIDADOS E DO EXERCÍCIO MATERNAL SOBRE A MEMÓRIA DA PROLE. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.