LIPOSSOMAS CARREGADOS COM EXTRATO DE B.GLABRA CHOISY REDUZEM OS EFEITOS CAUSADOS PELA AGREGAÇÃO DE AΒ EM C.ELEGANS

  • Flávia Suelen de Oliveira Pereira
  • Gabriel Pedroso Viçozzi
  • Aline Caurio
  • Elton Denardin
  • Daiana Silva de Ávila
Rótulo lectina, beta-amilóide, in, vivo, glabra, Doença, Alzheimer

Resumo

A Doença de Alzheimer (DA) é a principal causa de demência na população de idosos. Entre os principais mecanismos fisiopatológicos envolvidos no desenvolvimento do quadro neurodegenerativo característico da doença, têm-se a formação de placas devido a agregação do peptídeo beta-amilóide (Aβ) no espaço extracelular. A doença até então não apresenta cura, e as principais terapias promissoras com objetivo de reduzir a formação das placas amilóides, apresentam resultados inconsistentes ao serem testadas em humanos. Devido a isso, é necessária a avaliação de novos candidatos à terapia em modelos in vivo de agregação de Aβ. Entre estes modelos têm-se o Caenorhabditis elegans (C.elegans) o qual apresenta cepas transgênicas de agregação de Aβ, onde os animais desenvolvem alterações fenotípicas características, como o estado de paralisia. Além disso, este modelo já vem sendo amplamente utilizado como modelo para estudo de doenças neurodegenerativas. O mesmo ainda é bem elucidado quanto a avaliação da segurança e eficácia de compostos bioativos ou extratos de plantas. O extrato das folhas de Bougainvillea glabra Choisy (B.glabra Choisy) apresentou efeitos promissores ao ser testado em um organismo modelo para doença de Parkinson, entretanto os efeitos de outros constituintes da planta ainda não foram testados em nenhum modelo in vivo para DA. Visto isto, o objetivo do nosso estudo é avaliar a segurança do extrato das brácteas de B.glabra Choisy na cepa transgênica CL2006 [pCL12(unc-54/human Abeta peptide 1-42 minigene) + rol-6(su1006)] e caso algum efeito negativo seja encontrado quanto a sua toxicidade, elaborarmos formulações de lipossomas como método de entrega do extrato para determinarmos a sua eficácia no modelo. Nesse estudo, utilizamos as cepas CL2006 [pCL12(unc-54/human Abeta peptide 1-42 minigene) + rol-6(su1006)] e N2 (tipo selvagem), as quais foram expostas durante o período de 48 horas aos lipossomas carregados com extrato de B.glabra (BGCL) nas concentrações de 5, 10, 25, 50, 75 e 100 μg/mL. Após 48 horas, contabilizamos a taxa de sobrevivência dos animais expostos ao tratamento e verificamos que o mesmo apresentou toxicidade nas maiores concentrações testadas (75 e 100 μg/mL). Com o intuito de reduzir essa toxicidade e estender a margem terapêutica do extrato, nós elaboramos uma formulação de lipossomas como método de entrega do mesmo. Ao realizarmos o tratamento crônico com BGCL, verificamos que as maiores concentrações não causaram nenhuma mortalidade significativa nos animais tratados. Devido a este resultado, optamos por testar essa formulação na cepa CL2006 quanto aos seus efeitos em minimizarem o dano locomotor causado pela agregação do Aβ, conhecido como paralisia. Para realizar esse ensaio, verificamos a resposta dos animais ao toque, se os mesmos se moviam ou não do ponto de origem. Verificamos que as concentrações de 10, 25 e 100 μg/mL reduziram de maneira significativa a taxa de vermes que desenvolviam o fenótipo de paralisia ao longo da vida. Da mesma forma, os BGCL nas concentrações de 5 e 50 μg/mL foram capazes de estender o tempo de vida dos animais tratados. Isso demonstra o potencial desta formulação em minimizar os efeitos tóxicos do Aβ durante o envelhecimento nestes animais. Durante esse processo, as células dos nematóides tendem a acumular uma proteína auto-fluorescente, a lipofucsina, que tem sido usada como um marcador de envelhecimento celular em C.elegans. No ° dia de adulto dos animais, obtivemos imagens dos animais e mensuramos a fluorescência da lipofucsina utilizando o software Image J. Assim verificamos que o tratamento reduziu de maneira significativa a presença da proteína nas concentrações 5, 25 e 75 μg/mL de BGCL. Desta forma, concluímos com esse trabalho que a formulação de lipossomas conseguiram reduzir a toxicidade o extrato de B.glabra e apresentar efeitos positivos significativos em animais modelos de agregação de Aβ, melhorando a disfunção locomotora e parâmetros de envelhecimento. Agradecimentos: CNPq e UNIPAMPA Palavras-chave: lectina, beta-amilóide, in vivo, extrato, Doença de Alzheimer

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
SUELEN DE OLIVEIRA PEREIRA, F.; PEDROSO VIÇOZZI, G.; CAURIO, A.; DENARDIN, E.; SILVA DE ÁVILA, D. LIPOSSOMAS CARREGADOS COM EXTRATO DE B.GLABRA CHOISY REDUZEM OS EFEITOS CAUSADOS PELA AGREGAÇÃO DE AΒ EM C.ELEGANS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.