EFEITO DE DOIS TIPOS DE CIMENTOS ENDODÔNTICOS EM PARÂMETROS DE ESTRESSE OXIDATIVO E VIABILIDADE CELULAR, AVALIADOS EM DROSOPHILA MELANOGASTER

  • Elizabeth Escalante
  • Fernanda Vilhalba Benites
  • Eliana Jardim Fernandes
  • Cristiana Pereira Malta
  • Hecson Jesser Segat
  • Elize Aparecida Santos Musachio
Rótulo AH, Plus, Jet, Bio-C, Sealer, estresse, oxidativo, viabilidade, celular

Resumo

Os cimentos odontológicos são biomassas formadas a partir da mistura de diferentes componentes, com a função de preencher áreas de difícil acesso no sistema de canais dentários, e como complemento da cimentação de próteses fixas. Dentre vários, destacamos o AH Plus Jet (Dentsply DeTrey, Konstanz, Alemanha), cimento odontológico à base de resina epóxi e o Bio-C Sealer (Angelus, Londrina, Brasil), cimento que contém em sua composição a biocerâmica, que permite a liberação de cálcio. Ambos os cimentos foram escolhidos, pois o AH Plus Jet é o mais utilizado nos consultórios odontológicos brasileiros, em contraponto, o Bio-C Sealer vem sendo aplicado como outra alternativa endodôntica. Considerando que os cimentos dentários entram em contato direto com o organismo humano, ressaltamos a preocupante escassez de estudos toxicológicos sobre esses materiais odontológicos. Tendo em vista a necessidade de pesquisas in vivo que exponham o efeito dos cimentos dentários ao organismo, escolhemos o modelo alternativo de Drosophila melanogaster para a realização deste trabalho. A mosca Drosophila melanogaster é um organismo modelo amplamente utilizado em pesquisas toxicológicas, e dessa forma, tornou-se atrativa para o nosso experimento. Nesse sentido, nosso objetivo foi avaliar a ação do AH Plus Jet e Bio-C Sealer em parâmetros de estresse oxidativo e viabilidade celular, em Drosophila melanogaster. Para isso, foram utilizadas moscas adultas jovens (com 1 a 3 dias de vida) de ambos os sexos. Cerca de 50 moscas foram transferidas para frascos contendo 10 mL de dieta padrão, na qual foi misturada os cimentos separadamente nas seguintes concentrações: 5; 10 e 20 mg/mL. No frasco do grupo controle foi ofertada apenas dieta padrão. Ao final do décimo dia de exposição, as moscas foram eutanasiadas para realização das análises bioquímicas. Foram realizadas análises de quantificação de espécies reativas (RS), peroxidação lipídica pelo método de quantificação de espécies reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) e a avaliação de viabilidade celular pelo método de redução de resazurina. Na quantificação de RS, foi observado que nos grupos tratados com AH Plus Jet nas concentrações de 10 e 20 mg/mL, e no grupo Bio-C Sealer na concentração de 20 mg/mL, houve o aumento de RS, quando comparados ao grupo controle. Na análise intergrupos, as concentrações de 10 e 20 mg/mL de AH Plus obtiveram uma maior concentração de RS comparado ao grupo tratado Bio-C Sealer 10 e 20mg/mL. Na análise de TBARS, foi observado nos grupos AH Plus Jet 10 e 20 mg/mL um aumento da peroxidação lipídica quando comparados ao grupo controle. Não houve diferença estatística em relação à peroxidação lipídica entre todas as concentrações do grupo Bio-C Sealer, quando comparadas ao grupo controle. Dessa forma, na análise intergrupo, as concentrações do AH Plus Jet 10 e 20 mg/mL obtiveram um aumento significativo em relação às mesmas concentrações do grupo Bio-C Sealer (10 e 20 mg/mL. Na avaliação da viabilidade celular, foi observada uma diminuição da redução da resazurina exercida nos grupos de moscas expostas ao Bio-C Sealer 20 mg/mL e AH Plus Jet 10 e 20 mg/mL em relação ao grupo controle. Na análise intergrupo, não foi observado diferença estatística entre as concentrações dos diferentes grupos. De forma geral, foi observado que os grupos tratados com AH Plus Jet nas maiores concentrações (10 e 20 mg/mL) demonstraram uma maior toxicidade às moscas em relação aos grupos tratados com Bio-C Sealer. Isso se comprova a partir das alterações dos parâmetros de avaliação de estresse oxidativo, como RS e TBARS, na qual possivelmente contribuíram para a redução da viabilidade celular, observado no teste de resazurina. Salientamos que o AH Plus é o padrão ouro aplicado na prática clínica por apresentar boa propriedade físico-química, no entanto, a exposição dessa substância durante 10 dias demonstrou uma maior toxicidade, assim, evidenciando a necessidade de novas alternativas menos agressivas. Mesmo assim, o Bio-C Sealer refuta a ideia de substância mais segura, visto que, mesmo não apresentando alteração na oxidação lipídica, ele induziu ao aumento de espécies reativas e redução da viabilidade celular. Assim, uma hipótese para os resultados obtidos pode ser atrelada à composição química do AH Plus Jet, que possui em sua composição resina epóxi, na qual é constituída por bisfenol A e bisfenol F, substâncias altamente oxidativas. Diante dos dados obtidos, o AH Plus Jet mostrou-se mais tóxico comparado ao Bio-C Sealer. Ademais, são necessários mais estudos experimentais moleculares para complementar nossos dados, porém deixamos aqui registrado ação desses cimentos em um organismo vivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
ESCALANTE, E.; VILHALBA BENITES, F.; JARDIM FERNANDES, E.; PEREIRA MALTA, C.; JESSER SEGAT, H.; APARECIDA SANTOS MUSACHIO, E. EFEITO DE DOIS TIPOS DE CIMENTOS ENDODÔNTICOS EM PARÂMETROS DE ESTRESSE OXIDATIVO E VIABILIDADE CELULAR, AVALIADOS EM DROSOPHILA MELANOGASTER. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.