POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE FORRAGEM E DESEMPENHO DE TERNEIRAS EM SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA EM TERRAS BAIXAS

  • Bruna Brandão Flores
  • Bruna Brandão
  • Cleiton José Ramão
  • Júlio Kuhn Da Trindade
  • Deise Dalazen Castagnara
Rótulo Integração, lavoura, pecuária, Terras, Baixas, Produção, forrageira, Ganho, peso, vivo, médio, diário

Resumo

A rotação dos cultivos de grãos associado com a pecuária tem representado uma associação imprescindível para obter retorno financeiro e garantir sustentabilidade ambiental, como proposto pelos sistemas de integração lavoura-pecuária (ILP). O objetivo do projeto foi avaliar desempenho de ganho de peso de terneiras Braford e mensurar a dinâmica produtiva do azevém sob diferentes sistemas de ILP visando a validação de recomendações técnicas para difusão do ILP na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. O experimento foi conduzido no Centro de Pesquisa do IRGA-Uruguaiana e na UNIPAMPA Uruguaiana. A área experimental possui aproximadamente 12 ha, onde cada unidade experimental (UE) tem aproximadamente 1 ha. Desta forma a área foi divida em 4 sistemas sendo o sistema I que é o mais frequentemente implementado nas áreas de terras baixas. É um sistema sem a introdução da atividade pecuária na entressafra do cultivo de arroz. O Sistema II apresenta o cultivo de arroz irrigado combinado com a introdução de pastos de azevém anual na entressafra, em plantio direto e sem revolvimento de solo. O Sistema III é idêntico ao II, entretanto a cultura agrícola de base é a soja, cultura esta que têm se destacado nas terras baixas. Já o Sistema IV representa um sistema puramente pecuário e em plantio direto, entretanto não integra atividade agrícola. Nas avaliações da pastagem foi mensurada a massa de forragem (MF - kg MS/ha), esta foi estimada por tripla amostragem com quadros metálicos (0,25m²), com o corte das plantas forrageiras ao nível do solo em intervalos de aproximadamente 21 dias, logo após, as amostras foram secas em estufa (60ºC por 72 h) e pesadas para estimar a MF e o teor de matéria seca (MS). Desses valores foi calculada a produção total de forragem ao longo do período de pastejo (kg MS/ha). Durante a fase pastagem, todos os animais foram pesados a cada 21 dias, após jejum de sólidos e de líquidos. O ganho de peso vivo médio diário (GMD) foi calculado pela diferença entre o peso médio final dos animais-testers e o seu peso médio inicial, dividido pelo número de dias de cada período. Considerando-se as cinco amostragens realizadas na pastagem com intervalos de 21 dias, podemos observar uma produção muito semelhante entre os sistemas sendo elas 5635,56 (kg MS/ha) no sistema II, 6986,84 (kg MS/ha) no sistema III e 6799,97 (kg MS/ha) no sistema IV, tornando evidente que é possível a obtenção de uma produtividade satisfatória de MS de forragem de azevém cultivado após gramíneas, demonstrando então que desde que seguidas as recomendações mínimas de adubação para a cultura os resultados podem ser muito satisfatórios. Notamos que o sistema II apresenta uma menor quantidade, esta devido a necessidade de ser realizado um ciclo a menos para poder fazer a implantação correta da cultura do arroz. Já quando observados os dados dos animais também percebemos que os dados de GMD médios obtidos são muito satisfatórios, sendo que o sistema II e III apresentou 1,02kg peso vivo médio diário e no sistema III estes ganhos ficaram na média de 0,65, desta forma fica evidenciado o potencial de produção de carne contido nestes sistemas de integração. Assim podemos notar no presente estudo que o uso do sistema de ILP, pode trazer inúmeros benefícios ao produtor e também ao ambiente, com ganhos diretos como uma produção satisfatória de massa de forragem quando bem implantada a gramínea e também um bom retorno em produção de carne quando analisados os dados de GMD dos animais, demostrando que o sistema é viável e pode ser uma excelente alternativa para terras baixas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-11-23
Como Citar
BRANDÃO FLORES, B.; BRANDÃO, B.; JOSÉ RAMÃO, C.; KUHN DA TRINDADE, J.; DALAZEN CASTAGNARA, D. POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE FORRAGEM E DESEMPENHO DE TERNEIRAS EM SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA EM TERRAS BAIXAS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 2, n. 14, 23 nov. 2022.