Curso de Combatentes de Desinformação com Acessibilidade Comunicativa

  • Yngrid Duarte
  • Marco Antonio Bonito
Rótulo Acessibilidade, Comunicação, Desinformação, Fato, Fake, Pesquisa

Resumo

O presente trabalho está relacionado ao projeto de pesquisa: Processos Comunicacionais inclusivos: Narrativas Midiáticas com Acessibilidade Comunicativa'', ligado ao Grupo de Pesquisa t3xto. O objetivo é desenvolver um curso de combatentes de desinformação com acessibilidade para o projeto Fato Sem Fake. Na primeira temporada do Fato Sem Fake foi produzida uma série com 10 episódios em podcast tratando de desinformação e fake news, com a participação de especialistas no tema. Desse modo, o curso seria a continuação do projeto, servindo como a sua segunda temporada. A justificativa de se trabalhar com este tema está nos impactos das desinformações na sociedade brasileira, inclusive na vida das pessoas com deficiência. Concomitantemente, a produção de narrativas inclusivas visa seguir os princípios estabelecidos pela Lei Brasileira de Inclusão (2015) e dos Direitos Humanos (1948), que asseguram os direitos das pessoas com deficiência na sociedade. Como resultado da primeira temporada o podcast do Fato sem Fake teve 10 episódios com duração de 8 horas e 50 minutos, com acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Além disso, foram publicados 19 textos na plataforma Medium, sendo 9 textos de contextualização da temática e do projeto e 10 textos da pós-temporada. Com destaque para um episódio contemplando o tema: fake news e desinformação na cultura de pessoas com deficiência visual, com participação da especialista em comunicação e acessibilidade e professora de Comunicação da UFPB, Joana Belarmino. Tudo isso servindo como base para a construção do curso de educação midiática da segunda temporada do Fato sem Fake. Na metodologia e desenvolvimento da primeira temporada, os processos de roteiro, gravação e edição, contaram com a acessibilidade comunicativa, o que possibilitou a percepção da importância de se trabalhar com acessibilidade durante todas as etapas de produção de conteúdos narrativos. O podcast também colaborou para o aprimoramento e desenvolvimento de formas de aproximação entre: teoria narrativa, narratologia e storytelling. Sendo assim, objetiva-se fazer o uso desses conhecimentos no curso de combatentes de desinformação. Através do Grupo de Estudos Fato sem Fake também têm sido realizados estudos e pesquisas sobre os temas de fake news e desinformação, em conjunto com discussões sobre estratégias e conteúdos a serem utilizados no curso de combate às fake news, incluindo pessoas com deficiência. O desenvolvimento de projetos com a educação midiática são importantes para tornar a sociedade mais democrática e combater as desinformações. Deste modo o curso se insere como um meio de estimular a cidadania e senso crítico da população. O curso objetiva a produção de conteúdos multimídia, que levem em consideração acessibilidade, e possam ser de fácil entendimento para abranger um público em geral através das redes sociais. A criação do material do curso vai visar narrativas simplificadas e didáticas, não objetivando debates ideológicos, mas sim o uso de dados e estatísticas oficiais e baseadas na ciência. Por meio de cards informativos, vídeos e áudios se espera realizar um constante trabalho de conscientização das pessoas sobre modos de se identificar e combater as desinformações, semelhante a uma campanha de vacinação, que proporcione meios de defesa contra as fake news para a população brasileira, incluindo conteúdos com acessibilidade para pessoas com deficiência. Como conclusão, o curso de combatentes de desinformação da segunda temporada do Fato sem Fake, busca contribuir para o bem estar da democracia e o exercício da cidadania por parte da população brasileira, formando combatentes de desinformação, incluindo pessoas com deficiência. E também o desenvolvimento de conteúdos com narrativas inclusivas pode servir e estimular mais projetos que levem em consideração a acessibilidade comunicativa, ressaltando sua importância para a sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
DUARTE, Y.; ANTONIO BONITO, M. Curso de Combatentes de Desinformação com Acessibilidade Comunicativa. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.