CONEXÕES E DIÁLOGOS REALIZADOS NO GRUPO DE ESTUDOS SOBRE ESCRAVIDÃO E PÓS-ABOLIÇÃO (GEESPA)

  • Bruna Teles Mena
  • Isadora Teixeira da Cunha
  • Vinicius Costa Franco
  • Caiua Cardoso Al Alam
Rótulo Escravidão, Pós-Abolição, Ações, Afirmativas

Resumo

Este resumo é um relato das atividades do Grupo de Estudos sobre Escravidão e Pós-Abolição (GEESPA), vinculado ao Laboratório de História Social e Política (LAHISP) do curso de História-Licenciatura do campus Jaguarão, tem como objetivo apresentar os resultados obtidos até o presente momento através de nossas conexões e diálogos ao longo do ano de 2021. O grupo no início do ano, no dia 10 de fevereiro, por meio de uma reunião estruturou o projeto e definiu que manteria as atividades de modo remoto. Ainda realizou a escolha da sigla e da logo que viriam a nos representar, sendo também decidida a criação de uma página no Instagram, assim como o calendário onde estavam previstas as leituras e os/as convidados/as para debater com o coletivo. Neste ano realizamos cinco encontros internos, com discussão de textos sugeridos pelos integrantes do GEESPA, e sete encontros com a presença de convidados/as. Ainda, preocupados com a interação junto à comunidade externa, realizamos mais dois eventos: um caracterizado como espaço de registro de saberes populares a partir de uma Roda de Memória, e outro em que junto a estudantes secundaristas do IFSUL/Jaguarão, foram trabalhadas reflexões a respeito das ações afirmativas. Seguindo o calendário, nosso primeiro encontro para discussão de texto aconteceu no dia 24 de fevereiro. O ano continuou com encontros intercalados entre leituras e discussões internas e encontros com participação de convidados/as, todos/as eles/elas pesquisadores/as da região sul, para compartilhar suas experiências, novas perspectivas e contribuições para o campo da História Social da Escravidão e do Pós-Abolição. As reuniões foram sempre através da plataforma Google Meet, divulgadas com antecedência em nossa rede social, se baseando em uma roda de conversa, onde todos estão abertos a falar e explanar seu ponto de vista da bibliografia a ser discutida. Quando as reuniões contam com convidado, é ele mesmo quem abre o diálogo e após, responde dúvidas ou comentários de nossos integrantes. O presente trabalho busca então dar enfoque aos dois eventos que contaram com a participação da comunidade externa. A 1º Roda de memória - Arroio Grande com Liziane Lima, no dia 22 de abril, e Da abolição à pandemia do coronavírus: reparações ao povo negro no Brasil, no dia 19 de maio, este sendo fruto da parceria GEESPA (UNIPAMPA/Jaguarão) e NEABI Neir Madruga (IFSul/Jaguarão). A 1º Roda de memória contou com a presença da professora Liziane Lima, moradora da cidade de Arroio Grande, que nos trouxe suas memórias e experiências sobre seu envolvimento no carnaval, sua participação no concurso de Miss Mulata, assim como sua trajetória em entidades e movimentos negros da cidade. A atividade consistiu em respostas às perguntas elaboradas pelo grupo em um primeiro momento e logo após foi aberto ao debate com a comunidade que acompanhou o evento. Deste encontro foi possível fazer um primeiro contato com a professora Maristela Corrêa, importante pesquisadora da história de Arroio Grande. Devido a essa oportunidade foi possível posteriormente a realização de uma entrevista que rendeu um material com relevantes informações a respeito da cidade e dos agentes negros e negras que fazem parte da história. O segundo evento com participação da comunidade externa foi a roda de conversa, fruto da parceria com o NEABI Sr. Neir Madruga e a turma do segundo ano do curso técnico em informática para internet do IFSUL/Jaguarão, intitulada Da abolição a pandemia do Corona vírus: reparação ao povo negro do Brasil.". Esta atividade, contou com a presença dos/as integrantes de ambos os grupos, que trouxeram pautas de extrema importância como cotas, colorismo, apropriação cultural e algoritmos racistas. Foi um encontro agregador, onde com a base de conversa podemos refletir mais como se constroem os estudos do campo do Pós-Abolição e as relações com a atual conjuntura da pandemia, em que o povo negro no Brasil tem sofrido de forma mais contundente os impactos da doença. Entendemos que a articulação que o Grupo realiza, propicia em nossos encontros internos contato com bibliografias, com autores e autoras tão importantes nos campos de pesquisa da História Social da Escravidão e do Pós-Abolição, assim como da história da região. Já com a comunidade externa, efetivamos trocas com outros/as agentes que não foram até o momento devidamente abordados, realizando uma formação intelectual importante junto aos saberes populares, construindo fontes para futuras pesquisas que venham dos integrantes e das integrantes do GEESPA.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
TELES MENA, B.; TEIXEIRA DA CUNHA, I.; COSTA FRANCO, V.; CARDOSO AL ALAM, C. CONEXÕES E DIÁLOGOS REALIZADOS NO GRUPO DE ESTUDOS SOBRE ESCRAVIDÃO E PÓS-ABOLIÇÃO (GEESPA). Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.