PLATAFORMA DE ESTRUTURAÇÃO DE INDICADORES PARA DIAGNÓSTICO DE SUSTENTABILIDADE

  • Kimberlly da Rosa Moreles
  • Vinícius do Nascimento Lampert
  • Érico Marcelo Hoff do Amaral
Rótulo Indicador, Sustentabilidade, Sistemas, apoio, decisão

Resumo

A sustentabilidade de sistemas produtivos é uma preocupação que tem sido constante nos últimos anos. Neste contexto, os sistemas agropecuários possuem papel de destaque por serem atividades que demandam o uso de recursos naturais e que também possuem grande importância social e econômica. Como forma de avaliar a sustentabilidade dos diferentes sistemas popularizou-se o uso de indicadores e índices, surgindo também diversas metodologias de construção e estruturação destes diagnósticos de sustentabilidade. Destas últimas nasceram ferramentas computacionais de auxílio no processo avaliativo, visando o apoio nos cálculos de indicadores e índices nas avaliações. Apesar de serem de grande ajuda no processo avaliativo, estas nem sempre conseguem ser flexíveis às necessidades avaliativas e também geralmente não abrangem mais de um estudo. Uma das principais razões para este problema é o fato de estas ferramentas serem em sua maioria construídas de forma específica para cada diagnóstico, levando muitas vezes a necessidade de implementação de uma nova aplicação a cada diagnóstico de sustentabilidade. O objetivo deste trabalho é apresentar uma proposta de plataforma genérica capaz de possibilitar a customização de indicadores e avaliações, possibilitando a coleta de dados a partir destes e processando as informações referentes a seu índice de sustentabilidade. Para tal, inicialmente realizaram-se entrevistas junto ao cliente para a determinação dos requisitos necessários à plataforma, após seguiram-se às pesquisas sobre a temática de indicadores e de avaliações de sustentabilidade, para então se proceder à escrita de um documento de requisitos da solução, em seguida seguiu-se a prototipagem da ferramenta visando a validação dos requisitos junto ao cliente e por fim, levantou-se a necessidade de implementação de um projeto-piloto da plataforma para que se pudesse realizar cálculos essenciais de forma a garantir que a plataforma seja capaz de cumprir o seu propósito. Este último é composto pelas funcionalidades de estruturação e customização de indicadores, definição de parâmetros e cálculo do índice dos indicadores. Os indicadores serão constituídos de componentes e agrupados em dimensões, onde cada indicador conterá um peso que poderá diferir ou não dos demais indicadores, para que desta forma seja possível determinar quais indicadores serão mais expressivos na avaliação. Já os parâmetros servem como um conjunto de regras para que a plataforma seja capaz de ponderar as devidas notas para atribuição dos índices aos indicadores conforme a necessidade do pesquisador. Por fim, o cálculo do índice dos indicadores construídos na plataforma deverá ser tanto para índices individuais referentes às unidades avaliativas, quanto o índice geral deste indicador na avaliação. Para que as funcionalidades do projeto-piloto da plataforma fossem validadas, os resultados obtidos no mesmo foram comparados com os obtidos em um diagnóstico realizado com propriedades familiares com produção leiteira. Até o momento já é possível calcular os índices individuais dos indicadores de uma determinada unidade avaliativa. O projeto ainda se encontra em andamento, porém já foi possível estruturar indicadores quantitativos que não se utilizam de fórmula e calcular seus respectivos índices na plataforma. Durante a construção da ferramenta, levantou-se a possibilidade de estudo quanto à adaptabilidade da plataforma às mais diversas metodologias de avaliação existentes e também a necessidade de se testar a mesma em diferentes sistemas, não somente os produtivos agropecuários.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
DA ROSA MORELES, K.; DO NASCIMENTO LAMPERT, V.; MARCELO HOFF DO AMARAL, ÉRICO. PLATAFORMA DE ESTRUTURAÇÃO DE INDICADORES PARA DIAGNÓSTICO DE SUSTENTABILIDADE. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.