EXERCÍCIO ASSOCIADO À SUPLEMENTAÇÃO COM Y-ORIZANOL MELHORA A SOBREVIVÊNCIA, PERFIL LIPÍDICO E REGULAÇÃO DE PESO EM DROSOPHILA MELANOGASTER

  • Millena Pinheiro
  • Millena Dorneles Pinheiro
  • Mustafa Munir Mustafa Dahleh
  • Stifani Machado Araujo
  • Vandreza Cardoso Bortolotto
  • Silvana Peterini Boeira
  • Marina Prigol
Rótulo Exercício, Drosophila, melanogaster, &#947, -orizanol

Resumo

O estilo de vida sedentário é fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis e aumento da taxa de mortalidade. Devido a prática de exercício (EXE) ter um elevado nível terapêutico, tanto nas doenças crônicas não transmissíveis, quanto em possíveis alterações derivadas da inatividade física, sua prática é incentivada como maneira de melhorar o sistema imunológico, fortalecer o sistema ósseo e cardiovascular, regular a glicemia e promover sensação de bem estar. Além da prática de EXE de forma isolada, o consumo de compostos bioativos otimiza os resultados provenientes de um protocolo de treinamento. O γ- orizanol (ORY) é um composto antioxidante extraído do óleo do farelo de arroz com ação adjunta a realização de exercício físico. A Drosophila melanogaster (D. melanogaster) é um modelo experimental utilizado em diversos estudos por apresentar ciclo de vida curto, e mecanismos fisiológicos e bioquímicos semelhantes ao dos mamíferos. Além disso, é um modelo experimental capaz de responder a determinados estímulos metabólicos importantes visualizados em protocolos de exercício com suplementação de compostos bioativos. Embora os efeitos benéficos do exercício físico aliados a suplementação de compostas bioativos estejam registrados na literatura, poucos avaliam a utilização do ORY associado à pratica de exercício físico em D. melanogaster. O objetivo do estudo foi avaliar o efeito de EXE associado à suplementação de ORY na avaliação da taxa de sobrevivência, níveis de triglicerídeos e regulação de peso em D. melanogaster. Um protocolo de 7 dias foi estabelecido utilizando moscas de 2 dias de idade divididas em 5 grupos: Controle, Moscas com Limitação de Movimento [MLM], EXE, ORY [25  µM] e EXE+ORY [25 µM]). O grupo EXE e EXE+ORY foram submetidos a protocolo de exercícios durante os 7 dias de tratamento. O protocolo consiste na adição das moscas a um recipiente com submissão a atividade de escalada, onde o aparato com motor de 3 RPM, induz o mecanismo de geotaxia negativa constantemente, fazendo com que as moscas caiam sempre que alcancem o ápice do tubo, induzindo assim, uma mobilidade contínua. Buscando limitar o movimento do grupo MLM, as moscas foram mantidas em recipientes com 5 cm a menos que os demais grupos, que estavam em recipientes com 10 cm. Ao final do protocolo, foi avaliado a taxa de sobrevivência, o peso corporal e os níveis de triglicerídeos das moscas. A normalidade dos dados foi avaliada com o teste de Shapiro-Wilk e a homogeneidade com o teste de Barlett. Foi realizada ANOVA unilateral, seguida de teste Bonferroni. As diferenças entre os grupos foram consideradas significativas quando p <0,005. Nos resultados da taxa de sobrevivência, foi verificado que o grupo EXE e EXE+ORY apresentaram maior taxa de sobrevivência em relação ao grupo Controle e MLM, o grupo MLM apresentou taxa de sobrevivência inferior ao grupo Controle. Em relação ao peso corporal, foi verificado que o grupo MLM obteve um maior peso quando comparado a todos os demais grupos experimentais, enquanto EXE e EXE+ORY obtiveram uma diminuição no peso quando comparado aos grupos Controle e ORY. Quanto a dosagem de triglicerídeos, o grupo MLM apresentou maior dosagem em relação ao grupo Controle e ORY, o grupo EXE e EXE + ORY apresentaram dosagem de triglicerídeos inferior ao grupo MLM. Na razão triglicerídeos/peso o grupo MLM apresentou maior razão do que o grupo Controle, EXE e EXE + ORY, o grupo EXE + ORY apresentou razão inferior ao observado no grupo Controle. Em suma, os resultados demonstram a capacidade do protocolo de exercício físico e de sua associação com a suplementação de ORY em aumentar a taxa de sobrevivência de D. melanogaster, melhorar o perfil lipídico e diminuir o peso corporal do modelo experimental, contribuindo para a melhora de importantes parâmetros na regulação de seu organismo. Agradecimentos: Agradeço a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS) que viabilizou o desenvolvimento do estudo. Bem como a a UNIPAMPA que oportunizou a elaboração do trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
PINHEIRO, M.; DORNELES PINHEIRO, M.; MUNIR MUSTAFA DAHLEH, M.; MACHADO ARAUJO, S.; CARDOSO BORTOLOTTO, V.; PETERINI BOEIRA, S.; PRIGOL, M. EXERCÍCIO ASSOCIADO À SUPLEMENTAÇÃO COM Y-ORIZANOL MELHORA A SOBREVIVÊNCIA, PERFIL LIPÍDICO E REGULAÇÃO DE PESO EM DROSOPHILA MELANOGASTER. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.