AVALIAÇÃO MACROSCÓPICA E PR DE ÓRGÃOS DE RATOS WISTAR COM DHGNA, SUPLEMENTAÇÃO CRÔNICA DE VD E SUCO DE POMELO

  • Silvia Muller de Moura Sarmento
  • Rafael Tamborena Malheiros
  • Luana Tamires Maders
  • Gênifer Erminda Schreider
  • Vinicius Tejada Nunes
  • Vanusa Manfredini
Rótulo Pomelo, Vitamina, Suplementação, DHGNA, Gordura, abdominal

Resumo

Na natureza há inúmeros compostos fotoquímicos com grande importância na pesquisa, entre eles encontra-se a família Citrus em especial a Citrus maxima (Burm.) Merr. popularmente conhecida como Pomelo, Jamboa ou Grapfruit. Trabalhos demostram que esta fruta possui na sua composição, substancias antinflamatórias e antioxidantes com importante papel hepatoprotetor. Já a vitamina D (VD) é um modulador celular pleiotrópico do organismo. À vista disto, a VD tem se mostrado importante regulador na prevenção e progressão de doenças metabólicas, como a doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA). Contudo o papel da VD na DHGNA sobre uma administração crônica, administração concomitante com um potente hepatoprotetor, ainda é desconhecido. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar alterações macroscópicas e no peso relativo de órgãos frente a administração crônica da VD e suco de pomelo em modelo experimental de DHGNA em ratos wistar. O protocolo experimental foi aprovado sob o número 016/2020 na CEUA/UNIPAMPA. Para isso, ratos (n=30 machos e n=:30 fêmeas) foram submetidos a DHGNA com a ingestão de ração hiperlipídica e água enriquecida com sacarose a 45% durante 45 dias. Após a indução da DHGNA, os animais permaneceram com ração e suco de pomelo 25% até 8 horas antes da eutanásia. Os animais foram divididos em 5 grupos (n=6): G1: EH+ salina +P, G2: EH+ 500UI/kg/dia +P, G3: EH+ 1000 UI/kg/dia +P, G4: EH+ 2000 UI/kg/dia +P e G5: EH+3000 UI/kg/dia +P. A VD foi administrada por gavage uma vez na semana por 1 mês. Após, os animais foram eutanásiados utilizando sobredose de anestésicos por via IP. Os órgãos fígado, rim, pâncreas e gordura abdominal foram retirados, pesados, e foi obtido o peso relativo (PR) das vísceras. Foi realizado teste de normalidade (Shapiro-Wilks) e de homogeneidade (Levane) e posterior ANOVA de 1 via, Pos-Hoc Bonferroni. Os resultados mostram na análise macroscópica o fígado com aspecto denso amarelado, rim com litíase ao toque, gordura abdominal com aspecto usual, e o pâncreas denso, com aspecto avermelhado opalescente. Com relação ao PR dos órgãos, ocorreu entre os grupos uma distribuição normal (Teste De Shapiro-Wilks) e homogenia (Levene), apresentando uma redução significância (α: 0,001) entre os grupos no PR da gordura abdominal de ratos machos e de forma estratificado entre o G1: EH+ salina +P com os tratamentos: G3: EH+ 1000 UI/kg/dia +P (Ⴟ=0,200, ±= 0,005, α=0,015), G4: EH+ 2000 UI/kg/dia +P (Ⴟ=0,210, ±= 0,010, α=0,036) e G5: EH+3000 UI/kg/dia +P (Ⴟ=0,134, ±= 0,002, α=0,001). Os dados encontrados sugere que a atividade antinflamatória e antioxidante do pomelo podem ter reduzido o volume de gordura abdominal dos animais, entretanto Analises bioquímicas, histológicas e de estresse oxidativos serão realizadas na sequência para melhor esclarecimento da relação da DHGNA com a administração crônica da VD e esta interação com o suco do pomelo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
MULLER DE MOURA SARMENTO, S.; TAMBORENA MALHEIROS, R.; TAMIRES MADERS, L.; ERMINDA SCHREIDER, G.; TEJADA NUNES, V.; MANFREDINI, V. AVALIAÇÃO MACROSCÓPICA E PR DE ÓRGÃOS DE RATOS WISTAR COM DHGNA, SUPLEMENTAÇÃO CRÔNICA DE VD E SUCO DE POMELO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.