SOLUÇÃO HIDROALCOOLICA 70% NA PREVENÇÃO A COVID-19: UM ESTUDO ESCLARECEDOR SOBRE SUA FORMULAÇÃO.

  • Andreia Freitas
  • Augusto Freitas
Rótulo Soluções, Hidroalcoólicas, Concentrações, INPM°, Coronavírus

Resumo

Em dezembro de 2019, os primeiros casos de coronavírus disease 2019, abreviado por COVID-19, causados pelo vírus SARS-COV-2, foram relatados na cidade chinesa de Wuhan. Em pouco tempo o mundo todo estava imerso em um surto epidemiológico de coronavírus, o que resultou na pandemia da covid-19, definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no dia 11 de março de 2020. A COVID-19 é uma doença respiratória aguda, sem protocolos de tratamentos farmacológicos bem definidos e cientificamente reconhecidos. Diante disso, tornou-se necessário cuidados para evitar a disseminação de seu agente causador, como o distanciamento físico, uso de equipamentos de proteção individual (mascaras, luvas, protetor facial, protetores de pés, aventais), e uma rotineira higienização das mãos, superfícies e embalagens. Nesse período se deu início ao projeto de extensão, produção de álcool 70%, vinculado a Universidade Federal do Pampa, (UNIPAMPA) - Campus Itaqui, iniciado por docentes da área de química e alunos de diversos cursos, sendo eles, Agronomia, Bacharel Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia (BICT), Ciência e tecnologia de Alimentos (CTA), Engenharia Cartográfica e de Agrimensura (ECA), Matemática e Nutrição. Para se iniciar o projeto se contou com a ajuda de doações da comunidade acadêmica e da sociedade civil. O propósito do projeto foi produzir álcool glicerinado (Segundo a formulação recomendada pela Organização Mundial da Saúde OMS), álcool em gel e sabonetes líquidos para disponibilizar a comunidade Itaquiense e instituições como a Secretaria Municipal de Saúde, asilo, hospital municipal de Itaqui, comunidade universitária, entre outras. Para uma eficiente higienização, se faz muito uso de solução hidroalcóolica 70%, que é uma solução de proporção exata de água purificada e álcool. O álcool 70% tem uma concentração ótima para o efeito antisséptico e desinfetante, pois a desnaturação das proteínas dos microrganismos faz-se mais eficiente na presença da água, uma vez que esta facilita a transposição do álcool para a parte interna do vírus e também retarda a volatilização do álcool, permitindo maior tempo de contato. Todavia, o seu preparo deve ser feito de forma cautelosa, visto que, muitos erros são cometidos por falta de atenção e desconhecimento dos diferentes graus alcoólicos e suas respectivas grandezas. Este trabalho tem por objetivo apresentar informações pertinentes sobre a preparação d e álcool 70% e a forma correta de interpretar e expressar as suas concentrações. Este é um estudo descritivo de revisão bibliográfica, onde foram utilizados sites de busca, como google acadêmico e SCIELO. Com o resultado da pesquisa algumas informações foram encontradas segundo a elaboração dessa solução. Há formas diferentes de concentração que são expressas em porcentagem, de maneira que 70% pode expressa ar o percentual em volume de soluto por volume de solução (v/v), ou massa de soluto por massa de solução (m/m, ou w/w, do inglês weight/weight), também conhecido como título ponderal. A concentração 70% v/v é conhecida como grau Gay-Lussac (° GL), já a razão m/m é também conhecida no Brasil como grau INPM (Instituto Nacional de Pesos e Medidas). Estas diferentes notações implicam em expressivas diferenças nas concentrações das respectivas soluções, visto que medem grandezas diferentes. Para que se tenha uma correlação entre essas grandezas utiliza-se a densidade. O álcool etílico possui densidade igual a 0,789 g/cm³, a 20 ºC, ou seja, a massa de álcool presente numa solução 70 °INPM é maior do que a presente na solução 70 °GL. Elas somente seriam iguais se a densidade fosse igual a 1 g/cm 3 . Outra informação relevante é a conversão de que uma concentração percentual de X% é equivalente à concentração m/m. Portanto, quando o etanol aparece com a concentração em 70%, significa que a massa do etanol corresponde a 70% da massa total da solução, o que é diferente de 70% v / v . Vejamos um exemplo: 100 ml de uma solução 70% INPM, a 15°C, irá pesar 87,0 g, dos quais 60,9 g (≈ 77 mL) serão de etanol e o restante de água. Já uma solução 70% °GL, a 15 °C, irá pesar 89,0 g, dos quais 55,2 g (≈ 70 mL) serão de etanol e o restante de água. Geralmente, as soluções de 60% a 95% de álcool, são as eficazes contra a maioria dos microrganismos, no entanto o etanol 70% é a formulação antisséptica mais eficaz. A concentração em título ponderal (m/m) é preferível nestes casos, pois a massa não é afetada a pôr variáveis como temperatura, gravidade especifica e interações intermoleculares. Com a falta de uma padronização nas expressões de concentração, erros podem acontecer, e a eficiência da solução pode ser reduzida, não sendo efetiva na desnaturação das proteínas do microrganismo, pelo aumento da demanda do tempo de contato. Conclui-se que as informações contidas nesse trabalho são de grande importância, dado que, possui noções referente ao preparo das soluções hidroalcóolicas, que tem sido utilizada na atualidade como forma de prevenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
FREITAS, A.; FREITAS, A. SOLUÇÃO HIDROALCOOLICA 70% NA PREVENÇÃO A COVID-19: UM ESTUDO ESCLARECEDOR SOBRE SUA FORMULAÇÃO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.