ECOLOGIA E DISTRIBUIÇÃO DA FAMÍLIA ENTOLOMATACEAE NO BRASIL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

  • Kamille Ferraz
  • Alice Lemos Costa
  • Cassiane Furlan Lopes
  • Jair Putzke
Rótulo Entolomataceae, Entoloma, Revisão, bibliográfica, Biomas

Resumo

A ordem Agaricales (Basidiomycota), popularmente representada pelos cogumelos, é conhecida por sua grande importância econômica e ecológica mundial. Dentro desta ordem, destaca-se a família Entolomataceae, que contém como principais características a esporada rosada, basidiósporos com formatos angulares, eventualmente com sulcos longitudinais ou rugoso-angulares, e espécies que ocorrem em todo o globo (exceto Antártica). Desta forma, este trabalho visa: contribuir com o conhecimento sobre as espécies brasileiras da família Entolomataceae, assim como sua distribuição geográfica nos diferentes biomas e ecologia das espécies e realizar uma revisão bibliográfica contendo os dados catalogados do grupo para o Brasil. Para tanto, foram utilizadas ferramentas de buscas da Internet (GoogleScholar, Scientific Electronic Library Online, Scopus, ScienceDirect, Periódico Capes e Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações), levantamento de dados em revisões, artigos e teses já publicadas. Catalogou-se a ocorrência de 144 espécies da família Entolomataceae com ocorrência no Brasil, subdivididas em três gêneros. Entoloma e seus subgêneros: Alboleptonia, Calliderma, Eccilia, Entocybe, Inocephalus, Inopilus, Leptonia, Nolanea, Paraleptonia, Pouzarella, Pouzaromyces e Trichopilus (todos tratados como gêneros por alguns autores, entretanto estudos moleculares contestam tal divisão); que representaram 88% das espécies do Brasil. O gênero Rhodocybe, que representou 8% das espécies de Entolomataceae com ocorrência no território brasileiro. Também, o gênero Clitopilus que apresentou 4% das espécies do grupo. Dentre as espécies o bioma Mata Atlântica foi o que mais mostrou registros de ocorrências de fungos entolomatoides, com 73% das espécies. Seguido consecutivamente pelos biomas: Amazônia 16%, Pampa 3%, e Cerrado com 1% das ocorrências. Já as espécies que ocorreram simultaneamente em dois biomas distintos, distribuíram-se entre Mata Atlântica e Pampa somando 3%, Mata Atlântica e Amazônia com 3%, Caatinga e Mata Atlântica 1%. Para os achados em relação aos registros das espécies nos biomas, destaca-se a presença de apenas um exemplar nos biomas Cerrado e Caatinga, e a ausência de registros de Entolomataceae no bioma Pantanal (Talvez pela ausência de estudos taxonômicos da Família no bioma). Ecologicamente, a família possui uma grande biodiversidade, contendo diversos hábitos como o onfalinoide, micenoide, clitociboide. Habitando biomas diversificados como os do Pampa, rico em gramíneas e campos abertos de pastagens, assim como biomas de Mata Atlântica e Amazônia ricos em madeira e solos húmicos em serrapilheiras. Algumas espécies consideradas tóxicas para humanos também possuem ocorrência no Brasil, como Entoloma serrulatum (Fr.) Hesler e Entoloma lividoalbum (Kuhner & Romagn.) Moser. Sendo importante ressaltar que para a família ainda não foram registradas espécies comestíveis. Ainda existem poucos estudos sobre a família, em vista disso, ao compilar os dados georreferenciados deste grupo, foi possível mensurar a sua distribuição. Os dados compilados neste estudo possibilitaram inferir que os gêneros de Entolomataceae apresentam uma distribuição abrangente por todo o território brasileiro. Contudo, existem regiões com carência de estudos, principalmente sobre sua importância ecológica e econômica. Através deste estudo, unindo dados compilados das espécies entolomatoides com ocorrência no Brasil e as informações sobre sua distribuição nos biomas (hábito/habitat), possibilitamos a elucidação de suas principais características. Todavia, novas pesquisas de identificação taxonômicas e de substratos associados as espécies desta família devem ser efetuadas, auxiliando em uma melhor compreensão da ecologia e da taxonomia do grupo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
FERRAZ, K.; LEMOS COSTA, A.; FURLAN LOPES, C.; PUTZKE, J. ECOLOGIA E DISTRIBUIÇÃO DA FAMÍLIA ENTOLOMATACEAE NO BRASIL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.