TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS DE GENÓTIPOS EXPERIMENTAIS DE BATATA-DOCE DE POLPA ROXA

  • Guilherme José Almeida Oliveira
  • Bruno Da Rocha Toroco
  • Murilo Henrique de Souza Leal
  • Milene Izilda Souza Coelho
  • Joana Nascimento Merces de Olveira
  • André Ricardo Zeist
Rótulo Ipomoea, batatas, (L), Lam, Açúcares, Qualidade, Clones, experimentais, Oeste, paulista

Resumo

A cultura da batata-doce é cultiva em grande parte por pequeno produtores desempenhando papel fundamental para segurança alimentar e econômica de populações mais carentes. Contudo carece de cultivares mais adaptadas as condições locais de cultivo, que sejam mais produtivas e tolerantes ao ataque de artrópodes pragas e fitopatógenos e também tenham melhor qualidade nutricional, como maiores quantidades de vitaminas e minerais. Sendo que estes podem ser variáveis de acordo com a cultivar, condições de plantio, maturação e clima. A qualidade das raízes tuberosas, que também é um fator importante para a comercialização, é dependente da quantidade de açúcares presentes nas mesmas. Nesse contexto, objetivou-se avaliar os teores de sólidos solúveis em genótipos experimentais de batata-doce de polpa roxa em duas épocas de cultivo. O experimento foi conduzido no Centro de Estudos em Olericultura e Fruticultura do Oeste Paulista, Presidente Prudente - SP. Foram realizadas duas épocas de plantio: primavera - verão e verão - outono. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com três repetições. Foram avaliados 14 genótipos experimentais, sendo eles: UZBD-C-36; UZBD-F-06; UZBD-F-10; UZBD-F-21; UZBD-F-22; UZBD-K-25; UZBD-K-32; UZBD-K-33; UZBD-K-78; UZBD-K-98; UZBD-U1-15; UZBD-U1-29; UZBD-U2-10; UZBD-U2-12 e duas testemunhas comerciais SCS370 LUIZA e UZBD-02. Avaliou-se os sólidos solúveis, em °Brix, por meio de polpa homogeneizada e filtrada, que foi analisada em refratômetro digital portátil (Instrutherm/ Mod. RTD-95). Os dados foram submetidos ao teste de agrupamento de medias de Scott Knott. No parâmetro sólidos solúveis na época primavera - verão, foi observado variação de 9.9 a 14.13 ºBrix. Na primeira época seis dos 14 genótipos experimentais de batata doce de polpa roxa foram superiores a testemunha UZBD-02, e empatadas estatisticamente com a outra testemunha, sendo eles, UZBD-K-25, UZBD-K-32, UZBD-U1-15, UZBD-U1-29, UZBD-U2-10 e UZBD-U2-12, demonstrando potencial resultado dentro do parâmetro avaliado. Ainda no parâmetro sólidos solúveis, na época verão - outono houve variação de 11.8 a 15.5 ºBrix. Sete genótipos experimentais de batata-doce de polpa roxa tiveram resultados similares aos das testemunhas UZBD-02 e SCS370 LUIZA, sendo eles UZBD-F-22, UZBD-K-25, UZBD-K-32, UZBD-K-33, UZBD-K-98, UZBD-U1-29 e UZBD-U2-12. Apesar de os resultados desses genótipos não serem superiores aos das testemunhas, seus valores foram tão altos quanto, demonstrando seu potencial. Entre as épocas de cultivo desse parâmetro, em nove casos não foi encontrada diferença estatística, e em seis genótipos, foram superiores os valores encontrados na época verão - outono, sendo eles UZBD-F-21, UZBD-F-22, UZBD-K-33, UZBD-K-98, UZBD-U2-12 e UZBD-02. Portanto, para os genótipos experimentais UZBD-k-25, UZBD-K-32, UZBD-U1-29 e UZBD-U2-12 e para a testemunha SCS27- LUIZA constatou-se os melhores teores de sólidos solúveis em ambas as épocas de cultivo, indicando serem genótipos que mantém altos teores de sólidos solúveis independente da época de cultivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
JOSÉ ALMEIDA OLIVEIRA, G.; DA ROCHA TOROCO, B.; HENRIQUE DE SOUZA LEAL, M.; IZILDA SOUZA COELHO, M.; NASCIMENTO MERCES DE OLVEIRA, J.; RICARDO ZEIST, A. TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS DE GENÓTIPOS EXPERIMENTAIS DE BATATA-DOCE DE POLPA ROXA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.