PROTOCOLO DE IATF COM RESSINCRONIZAÇÃO PRECOCE DE CIO: RELATO DE CASO

  • Bruno Assmann
  • Bruno Wendt Assmann
  • Danilo Herculano Marcolan
  • Talisson Nunes Ribeiro
  • Guilherme Soares Barboza
  • Guilherme de Medeiros Bastos
Rótulo Ressincronização, cio, precoce, Inseminação, Reprodução, Perda, embrionária

Resumo

Atualmente o Brasil detém o maior rebanho comercial de bovino do mundo e também é o maior exportador mundial de carnes. Entretanto, o sistema de cria ainda necessita de alternativas economicamente viáveis e que sejam capazes de aumentar o percentual de prenhes anual nas fazendas, a produtividade e a rentabilidade. Entre as biotécnicas da reprodução mais utilizadas está a Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) e atrelado a ela estão os protocolos de ressincronização de cio que são realizados após os protocolos de IATF convencionais, os quais já possuem estudos sobre diferentes intervalos de ressincronização, como precoce e superprecoce. A fim de pôr em prática os conhecimentos sobre o tema, o presente trabalho objetivou relatar os resultados de prenhes obtidos em um protocolo de IATF seguido de ressincronização precoce de cio e, ainda, avaliar o percentual de perda gestacional na primeira inseminação. O trabalho foi realizado em uma fazenda comercial localizada no município da Barra do Quaraí - RS, tendo duração de aproximadamente três meses entre os dois protocolos de IATF e o diagnóstico de gestação final. Um total de 108 vacas Brangus desmamadas, com idades variadas entre 2 a 7 anos, mantidas em pastagem nativa e condição corporal média 2,5 (escala de 1 a 5) foram submetidas ao protocolo (P1) tradicional de IATF de três manejos, o qual teve início em 15/06/2021. No dia 0 (D0) as vacas receberam implantes vaginais monodose de progesterona (500mg) e injeção IM contendo 2mg de benzoato de estradiol (BE) e 0,263 mg de cloprostenol sódico (CS). No dia 8 (D8) foram removidos os implantes e as vacas receberam IM 0,263 mg de CS, 300 UI de gonadotrofina coriônica equina (eCG) e 1 mg de cipionato de estradiol (CE). Quarenta e oito horas (dia 10; D10) após este manejo as vacas foram inseminadas com sêmen descongelado de 2 touros, adquirido na Central Renascer Biotecnologia e aprovados após os testes qualitativos. Vintes e três dias (D23) após a IATF todas as 108 vacas receberam um novo implante vaginal monodose de progesterona e injeção IM contendo 2mg de BE a fim de iniciar o protocolo (P2) de ressincronização precoce visando inseminar as vacas falhadas no protocolo hormonal anterior (P1). Após oito dias (D8/P2; que equivaleu a 31 dias após a IATF P1) foi realizado o diagnóstico de gestação (DG) por ultrassonografia transretal, utilizando um ultrassom portátil marca Ultramedic Infinit 3V, com probe linear retal (7 MHz) e as vacas foram identificadas como prenhes ou falhadas. O resultado de prenhes foi de 63,9% (69/108) na IATF P1. Imediatamente após o DG todas as vacas (prenhes e falhadas) tiveram seu implante vaginal removido e, as falhadas (n=39), já receberam as mesmas doses de CS, eCG e CE do P1 e foram re-inseminadas (IATF2) 48hs mais tarde com o mesmo sêmen utilizado na IATF1. O DG final foi realizado 44 dias após a IATF2 e incluiu as vacas já diagnosticadas prenhes no P1, onde foram detectadas 05 vacas com perda gestacional (7,2%; 05/69). A IATF2 resultou em 19 vacas prenhes (48,7%), gerando um cumulativo final (IATF1+IATF2) de 83 vacas prenhes (76,8%; 83/108) com duas IATF. Tanto o resultado de prenhes da IATF1 (63,9%) quanto da IATF2 (48,7%) são considerados satisfatórios, principalmente se considerada a baixa CC média do lote que foi de 2,5. A perda embrionária observada no lote IATF1 (7,2%) foi considerada aceitável tendo em vista que o período inicial da gestação é onde ocorrem as maiores perdas embrionárias, onde o desejado é que não ultrapasse o percentual de 5%. Os resultados aqui descritos corroboram com a reconhecida eficácia dos protocolos de IATF seguido de ressincronização precoce das vacas falhadas, promovendo significativo encurtamento da temporada reprodutiva, aliada ao ganho genético dos bezerros nascidos de inseminação, a concentração da parição e a padronização do lote no momento do desmame. Pode-se concluir que o acompanhamento e realização deste trabalho pelo acadêmico com conjunto com o professor orientador foi de grande importância para a consolidação do aprendizado teórico e a aquisição de habilidades práticas fundamentais para a formação de um bom profissional veterinário.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
ASSMANN, B.; WENDT ASSMANN, B.; HERCULANO MARCOLAN, D.; NUNES RIBEIRO, T.; SOARES BARBOZA, G.; DE MEDEIROS BASTOS, G. PROTOCOLO DE IATF COM RESSINCRONIZAÇÃO PRECOCE DE CIO: RELATO DE CASO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.