LUZ, CÂMERA, AÇÃO: O LETRAMENTO CINEMATOGRÁFICO E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DA LEITURA E ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Daniele Leal
  • Clara Zeni Camargo Dornelles
Rótulo Letramento, Cinematográfico, Leitura, Escrita, Educação, Infantil

Resumo

A Educação Infantil tem como objetivo desenvolver as habilidades de forma integrada, atendendo, conforme a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), uma série de competências a serem desenvolvidas com as crianças, a partir de cinco campos de experiências e seis direitos de aprendizagem. Entre os desafios enfrentados pela escola de Educação Infantil estão práticas inadequadas às novas descobertas de ensino e aprendizagem e dissociadas dos objetivos e legislação pertinentes a essa etapa da educação. Nesse contexto, propõem-se desenvolver práticas de Letramento Cinematográfico (LC), uma vez que essas práticas mobilizam habilidades nos alunos que vão além das competências funcionais (técnicas), abordando também competências no sentido cognitivo (conscientes), em concordância, essencialmente, com o espaço e práticas sociais dos envolvidos por meio da linguagem cinematográfica. Nesta comunicação, apresentamos e discutimos uma atividade diagnóstica planejada antes da reflexão sobre o conceito de LC, para avaliarmos em que medida o estudo do conceito pode interferir no planejamento didático. Na proposta didática formulada, buscou-se consonância com as legislações pertinentes, principalmente, atendendo às orientações da BNCC, para desenvolver objetivos específicos como: Expressão de ideias; Identificação de personagens; Levantamento de hipóteses sobre o gênero (filme) e o cinema; Reflexão sobre a língua. O tema escolhido para a atividade diagnóstica foi Hair Love: uma reflexão sobre afeto e autoestima, e a proposta se desenvolveu em 4 partes: roda de conversa na qual conversamos sobre os conhecimentos prévios dos alunos sobre cinema, suas preferências fílmicas, se acham interessante assistir filmes na escola; convite para assistirem o filme Hair Love; breve conversa sobre o filme e reflexão dos alunos; proposta de representação gráfica em desenho sobre a cena que mais achou interessante no filme. Nesta proposta inicial, a ênfase se deu na leitura e discussão sobre a temática do filme. A partir do estudo do conceito de LC, percebe-se que, além de breves reflexões sobre o cinema e também sobre o filme escolhido, seria importante inserir na proposta didática questões mais específicas relacionadas à produção do filme enquanto texto audiovisual, explorando os sentidos das imagens em movimento, o papel do roteiro, da sonoplastia, assim como a linguagem utilizada pelos personagens para tratar do tema afeto e autoestima. O uso do filme em sala de aula pode fazer com que o aluno reflita sobre assuntos importantes em nossa sociedade, mas também sobre os recursos da linguagem audiovisual. Os resultados de nossa análise demonstram que o conceito de LC potencializa a intencionalidade do professor, pois amplia o olhar para o texto audiovisual e, consequentemente, direciona objetivos pedagógicos que não se restringem às temáticas das produções e promova, assim, práticas de letramento que ampliam os repertórios cultural e interpretativo dos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
LEAL, D.; ZENI CAMARGO DORNELLES, C. LUZ, CÂMERA, AÇÃO: O LETRAMENTO CINEMATOGRÁFICO E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DA LEITURA E ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.