CARACTERIZAÇÃO DA MADEIRA PINUS ELLIOTTII E SUA APLICABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL

  • Bárbara Biasi
  • Camila Natália Andrioni
  • Aldo Leonel Temp
Rótulo Madeira, Construção, civil, Propriedades, físicas, mecânicas

Resumo

A madeira é um material historicamente utilizado de diversas formas, no Brasil dos anos 2000, houve um aumento significativo da produção de madeira das espécies pinus e eucalipto. Dentre as vantagens da madeira, estão a disponibilidade e o baixo custo, a boa resistência, o isolamento acústico e térmico, além das questões ambientais e sustentáveis. Na construção civil, a madeira é utilizada em instalações provisórias, definitivas e na construção integral. No Brasil, há desconfiança e falta de credibilidade em construções de madeira, ocasionados pela escassez de estudos sobre o tema. Nesse contexto, o trabalho tem como objetivo a caracterização estrutural da madeira da espécie Pinus Elliottii, a partir de ensaios laboratoriais com suas propriedades físicas e mecânicas. A espécie Pinus Elliottii foi escolhida pela disponibilidade regional, uso em partes secundárias de construções, bom preço no mercado e rápido crescimento, apresentando boa qualidade construtiva. O programa experimental foi realizado no Laboratório de Engenharia Civil da UNIPAMPA, Campus Alegrete, e considerou as normas prescritas na NBR 7190 (ABNT, 1997) e estudos de Norman Logsdon (1998). A amostragem foi com o número mínimo de corpos de prova para cada ensaio, sendo realizados ensaios de propriedades físicas (teor de umidade e densidade básica) e mecânicas ensaios de compressão paralelo às fibras, de compressão normal às fibras e de cisalhamento. Os ensaios mecânicos foram realizados com a prensa DL 20000-EMIC e os softwares TESC-EMIC. Os resultados obtidos de caracterização quanto as propriedades físicas foram relativamente próximos aos normativos; quanto as mecânicas, as resistências e os módulos de elasticidade apresentaram valores inferiores aos normativos, a resistência ao cisalhamento apresentou valor superior ao normativo. Desse modo, houve uma aprovação aproximada de 30% dos ensaios, alguns fatores de influência são a heterogeneidade do material, as divergências no alinhamento e na direção das fibras de cada amostra e a diferença entre os teores de umidade da madeira. Assim, concluiu-se que a espécie Pinus Elliottii pode apresentar valores de resistência física e mecânica inferiores aos prescritos pela norma NBR 7190 (ABNT, 1997) sobre projetos de estruturas de madeira. Vale ressaltar que o dimensionamento das estruturas de madeira na região, ao utilizar dados normativos incoerentes com a realidade, pode comprometer a segurança dessas construções. O trabalho busca a melhoria dos dados madeireiros e o fomento para o uso de madeiras na construção civil regional, construindo um futuro mais consciente e sustentável. Referências: (1) ABNT ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7190: Projetos de estruturas de madeira. Rio de Janeiro: ABNT, 1997. (2) LOGSDON, Norman Barros. Influência da umidade nas propriedades de resistência e rigidez da madeira. 1998. Tese (Doutorado em Escola de Engenharia DE São Carlos) Universidade de São Paulo. Brasil, 1998.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
BIASI, B.; NATÁLIA ANDRIONI, C.; LEONEL TEMP, A. CARACTERIZAÇÃO DA MADEIRA PINUS ELLIOTTII E SUA APLICABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.