EFICIÊNCIA DA BACTERIOCINA DE LACTOBACILLUS SAKEI NA INIBIÇÃO DO CRESCIMENTO DE STAPHYLOCOCCUS AUREUS

  • Tayná Nunes
  • Luciano dos Santos Almeida
  • Ana Paula Manera Ziotti
  • Caroline Costa Moraes
Rótulo Alimentação, saudável, antimicrobianos, S, aureus

Resumo

A crescente busca dos consumidores por produtos mais saudáveis propõe um desafio para a indústria em produzir alimentos que sejam reduzidos em aditivos químicos, mas com qualidade e segurança alimentar. As bacteriocinas são peptídeos produzidos durante a fermentação de bactérias lácticas com capacidade antimicrobiana, podendo atuar como um conservante natural para alimentos. Um dos gêneros mais importantes estudados como produtores destes compostos é o Lactobacillus, onde se enquadra o Lactobacillus sakei. Com isso, o presente trabalho tem por objetivo avaliar a eficiência da bacteriocina de Lactobacillus sakei em inibir o crescimento de S. aureus, um micro-organismo patogênico comumente encontrado em produtos alimentícios. Para obtenção do conservante, a fermentação ocorreu em 50 mL de caldo MRS (Lactobacillus MRS Broth) sob agitação de 150 rpm e temperatura controlada de 32ºC por 24 horas. O caldo fermentado foi centrifugado a 5500 rpm por 15 minutos a 15ºC, obtendo o Extrato Livre de Células (ELC). A fim de verificar a eficiência da atividade antimicrobiana, utilizou-se o método de difusão de poços. A microplaca foi dividida em três partes, onde na primeira utilizou-se 145 μL de caldo Muller Hinton, 135 μL do ELC, e 20 μL de microbiota S.aureus; na segunda utilizou-se 145 μL de caldo Muller Hinton, 135 μL de MRS estéril, e 20 μL de microbiota S.aureus; na terceira, 145 μL de caldo Muller Hinton, 135 μL de MRS estéril, e 20 μL de caldo BHI estéril. Foi feita a leitura da microplaca no tempo 0 horas e, em seguida, foi incubada com temperatura de 35ºC por 16 horas. Ao final do tempo proposto, novamente foi realizada uma leitura. Como resultado, foi determinado uma eficiência de 99,98% da bacteriocina em inibir o crescimento do micro-organismo S. aureus. Com isso, conclui-se que há um grande potencial inibitório sendo utilizado como objeto de estudo para que, futuramente, possa ser utilizado como um aditivo na produção de alimentos mais saudáveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
NUNES, T.; DOS SANTOS ALMEIDA, L.; PAULA MANERA ZIOTTI, A.; COSTA MORAES, C. EFICIÊNCIA DA BACTERIOCINA DE LACTOBACILLUS SAKEI NA INIBIÇÃO DO CRESCIMENTO DE STAPHYLOCOCCUS AUREUS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.