ESTUDO DA SINERGIA DO CAPIM-ANNONI COM CARVÃO MINERAL PARA PRODUÇÃO TÉRMICA

  • Bruno Luz
  • Rodolfo Rodrigues
Rótulo capim-annoni, carvão, mineral, calorimetria, poder, calorífico

Resumo

O capim-annoni (Eragrostis plana Nees) se tornou um problema nos campos da região sul do Brasil, pois tem a capacidade de tomar o lugar de plantas nativas, e muitas vezes de forma muito resistente. Por esse motivo, na última década, pesquisas tem se intensificado com o objetivo de se eliminar ou aproveitar o capim-annoni. Uma forma de aproveitamento de biomassas de forma geral é por meio da queima direta. Essa queima pode ser realizada com a biomassa pura ou então com a mistura com outros tipos de combustíveis, e uma possibilidade de mistura é a de capim- annoni com carvão mineral. Este processo permite que características indesejáveis de um combustível sejam compensadas por características desejáveis do outro combustível. O carvão mineral de Candiota tem como vantagens, com relação ao capim annoni, seu maior teor de carbono fixo (25,09%) e disponibilidade (12,28 bilhões de toneladas em reservas), além de maior densidade. Por outro lado, apresenta alto teor de cinza (45,75%), é definido como um recurso não-renovável e sua queima, para produção de energia elétrica, libera grandes quantidades de CO2 na atmosfera, um dos principais gases responsáveis pelo efeito estufa. Com relação ao capim-annoni, este apresenta como vantagens com relação ao carvão mineral um menor teor de cinzas (5,12%), além de ser um recurso renovável. Como desvantagens podem-se citar um menor teor de carbono fixo (0,42%) e densidade, por ser uma biomassa, esta apresenta uma disponibilidade variável dependendo das condições climáticas e geográficas. O presente trabalho teve como objetivo o estudo da sinergia do capim-annoni junto ao carvão mineral da jazida de Candiota/RS, para a produção térmica, por meio da análise do poder calorífico superior (PCS). Os experimentos foram realizados no laboratório de energia e carboquímica (LEC), na Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) campus Bagé. As misturas foram feitas variando o teor de carvão mineral em 0, 30%, 50%, 80% e 100%, e analisadas em um calorímetro modelo Parr 6200. Os poderes caloríficos de capim-annoni e carvão puros foram de 4569 e 4505 kcal/kg, respectivamente. O maior valor de PCS experimental foi encontrado na mistura com 30% de carvão mineral, cerca de 6701 kcal/kg, obtendo-se um acréscimo de 46% e 48% no poder calorífico em relação aos ensaios de capim e carvão puros, respectivamente. Deste modo, o capim-annoni revelou possuir boa sinergia com o carvão mineral para uma produção mais limpa de energia térmica, podendo ser considerado como uma biomassa com potencial valor estratégico e econômico para a região sul do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
LUZ, B.; RODRIGUES, R. ESTUDO DA SINERGIA DO CAPIM-ANNONI COM CARVÃO MINERAL PARA PRODUÇÃO TÉRMICA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.