EFEITO DA GLICOSE NOS ESPECTROS RAMAN DE VÁRIAS CAMADAS DE DISSULFETO DE MOLIBDÊNIO

  • Luis Hardt
  • Alex E D
  • Luis Enrique Gomez Armas
Rótulo Espectroscopia, Raman, MoS2, Biosensores, Glicose

Resumo

O bissulfeto de molibdênio (MoS2) é um material bidimensional (2D), suas propriedades únicas o levaram até agora a uma imensa pesquisa em relação aos fundamentos, aplicações e, mais recentemente, a sua potencial aplicação como bio- sensor. O MoS2 tem propriedades que o tornam de grande interesse para o desenvolvimento de bio-sensores . Essas propriedades incluem grande área de superfície, diagramas de banda de energia sintonizável, mobilidade de elétrons comparativamente alta, fotoluminescência, estabilidade de meio líquido, toxicidade relativamente baixa e morfologias intercaláveis. A técnica de espectroscopia Raman tem sido de suma importância para detectar suas características estruturais e eletrônicas. Essa técnica fornece informações sobre o número de camadas e tipo de dopagem (tipo N ou P). O efeito de diferentes tipos de moléculas (moléculas cancerígenas, biomoléculas de glicose, entre outras) também está sendo investigado nos espectros Raman do MoS2. Isso com a possibilidade do MoS2 ser usado como bio-sensor. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é mostrar o efeito da glicose em poucas camadas (FL) e em várias camadas (ML) de MoS2, utilizando a técnica da espectroscopia Raman. Para cumprir com este objetivo, depositou-se MoS2 com diferente número de camadas no substrato SiO2, utilizando a técnica de clivagem micromecânica. Após a caracterização de FL e ML, uma micro gota de glicose comercial (GL) foi colocado em sua superfície, após 10 minutos de permanência da GL na superfície do MoS2, medições da espectroscopia Raman foram realizadas nas amostras de FL e ML. A análise comparativa dos espectros Raman de FL e ML de MoS2 antes a após a deposição do GL mostra que o efeito da GL foi produzir um deslocamento nas bandas E12g (~ 377 cm-1) e A1g(~ 403 cm-1), tanto nas FL e ML de MoS2. Este deslocamento pode ser atribuído a interação ou transferência de carga entre moléculas de GL e MoS2. Esses resultados mostram que o MoS2 poderia ser usado como bio-sensor, analisando o deslocamento das bandas E12g e A1g, assim como uma mudança na forma dos espectros devido à presença de moléculas malignas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
HARDT, L.; E D, A.; ENRIQUE GOMEZ ARMAS, L. EFEITO DA GLICOSE NOS ESPECTROS RAMAN DE VÁRIAS CAMADAS DE DISSULFETO DE MOLIBDÊNIO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.