EVASÃO ESCOLAR NO ENSINO SUPERIOR: ANÁLISE QUANTITATIVA NO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE – FURG

  • Tainã Rodrigues
  • Taina Rodrigues
  • Pietra Ramires
  • Brenda Fonseca
  • Rodrigo Carvalho
Rótulo Evasão, ensino, superior, Biblioteconomia

Resumo

A evasão escolar representa um sério problema as universidades federais. Impacta na falta de profissionais qualificados no mercado, contribui para o aumento das desigualdades sociais, além de representar um custo alto as instituições. É nesse contexto que surge o presente trabalho com objetivo analisar a taxa de evasão do curso de bacharelado em Biblioteconomia da Universidade Federal do Rio Grande - FURG entre os anos 2013 e 2018, e se justifica pela necessidade de constante monitoramento desse índice, de modo a subsidiar políticas institucionais de combate à evasão escolar. Trata-se de uma pesquisa quantitativa do tipo exploratória e documental. Para atingir o objetivo do estudo foi necessário buscar relatórios de evasão do curso, disponíveis no Sistema Acadêmico da FURG para identificar o número de ingressantes, evadidos e a taxa média de integralização do curso dos evadidos. Foram utilizadas planilhas para tabulação e análise dos dados. Ressalta-se que a granularidade da evasão está relacionada ao curso e não à instituição e não foi medida a temporalidade sobre as concepções que diferenciam o uso do termo evasão. Foram contabilizados 287 ingressantes e 151 evadidos. A taxa média de evasão do período estudado (2013 2018) foi 16,32%. O maior índice anual de evadidos foi em 2017 (21,88%) e o menor em 2014 (11,84%). Outra variável importante é o tempo que esses alunos permaneceram no curso (média de integralização) que é a porcentagem do curso realizada pelos estudantes, considerando 100% a carga horária completa. Os evadidos cursaram em média 18,62% do curso, ou seja, a maioria desvinculou-se antes de completar um ano do curso. A evasão foi calculada sob a fórmula: %Evasão = ((Vinculados - Formados - Vinculados no ano seguinte) / Vinculados) x 100. Foi possível concluir a é constante a necessidade de redução dos índices de evasão e que identificar e acompanhar a evasão dos cursos é fundamental se ter uma real dimensão do problema e onde deve-se empenhar maiores esforços. Entende-se também a importância de dar regularidade a estudos que abordam, tanto a taxa quanto às razões da evasão, ou seja, estudos quantitativos e qualitativos sobre o problema.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
RODRIGUES, T.; RODRIGUES, T.; RAMIRES, P.; FONSECA, B.; CARVALHO, R. EVASÃO ESCOLAR NO ENSINO SUPERIOR: ANÁLISE QUANTITATIVA NO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE – FURG. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.