PODCAST JORNALÍSTICO “CAFÉ DA MANHÔ: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE MODOS DE INOVAR NO FAZER JORNALISMO

  • Larissa Burchard
  • Larissa Pereira Burchard
  • Sara Alves Feitosa
Rótulo jornalismo, inovação, podcast, Café, Manhã, jornalístico

Resumo

O Café da Manhã é um podcast diário produzido pelo jornal Folha de S. Paulo em parceria com a plataforma de músicas Spotify. Lançado em 1º de janeiro de 2019, o podcast mais importante do seu dia, como diz o slogan, tem duração de 30 minutos, tempo em que traz entrevistas com especialistas e repórteres, principalmente aqueles envolvidos em alguma cobertura feita pelo jornal. Além disso, o podcast utiliza recursos sonoros, técnica de Storytelling e transmidialidade em suas narrativas, buscando informar o ouvinte no período da manhã. Nesta dissertação em andamento, temos como objetivo analisar a potencialidade do podcast como um produto jornalístico inovador, trazendo como objeto de análise o Café da manhã. Compreendemos que o contexto do jornalismo brasileiro caminha entre duas crises, uma tecnológica e outra econômica (SALAVERRÍA, 2015) na qual jornalistas recebem ataques constantes, são demitidos em massa e têm de enfrentar algoritmos, robôs e bolhas ideológicas (SANTAELLA, 2018). Nesse cenário, iniciativas como o podcast da Folha, que colocam o repórter como centro, podem ajudar na inovação do jornalismo e na legitimação do veículo. Com o crescimento de audiência de podcasts jornalísticos e a pouca pesquisa existente relacionada ao tema podcast jornalístico, entendemos a importância de analisar e estudar esse tipo de programa. Nosso problema é: O que o podcast Café da Manhã e suas técnicas de narrativas significam em inovação, oportunidade e transparência para o jornalismo? O pressuposto que temos é que ao trazer os repórteres para o centro da narrativa como entrevistados, o podcast Café da Manhã contribui na inovação do fazer jornalismo diário, na autorreferência do jornal Folha de S. Paulo, na entrega da informação, fazendo com que os ouvintes conheçam o processo de produção jornalística. Para isso, a metodologia do trabalho consiste em pesquisa bibliográfica sobre inovação, jornalismo e podcast, e entrevistas episódicas (FLICK, 2008) com jornalistas participantes do podcast para apresentar a visão deles sobre podcast jornalístico, sua rotina, inovação, transparência jornalística e as crises no jornalismo. Também vamos usar a análise de imagens em movimento de Diana Rose (2008), adaptada para produtos de áudio, para identificar os elementos que caracterizam o podcast Café da Manhã e suas técnicas. Nosso recorte é o episódio do dia 24 de junho de 2019, no qual são entrevistados os jornalistas Ricardo Balthazar e Flávio Ferreira, profissionais envolvidos na cobertura do caso Vaza Jato junto à redação do The Intercept Brasil. Como resultado parcial, apontamos que o modelo de podcast jornalístico diário feito pelo Café da Manhã vem se firmando como um modo eficiente de informar, pois em 2019 e 2020 surgiram outros programas seguindo a mesmo proposta, como O assunto, da rede Globo, e o ZapMatinal, do Grupo Matinal. A dissertação está dividida em cinco capítulos e, atualmente, construímos o segundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
BURCHARD, L.; PEREIRA BURCHARD, L.; ALVES FEITOSA, S. PODCAST JORNALÍSTICO “CAFÉ DA MANHÔ: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE MODOS DE INOVAR NO FAZER JORNALISMO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.