PRODUÇÃO AUDIOVISUAL: O QUE MUDOU COM O CENÁRIO DA PANDEMIA?

  • Leticia Silva
  • Nauber Valle Blanco Júnior
  • Maria Luiza Lucas Melo
  • Gabriel Rodrigues de Andrade
  • Sara Alves Feitosa
Rótulo Audiovisual, Pandemia, Porta, dos, Fundos

Resumo

Este trabalho reflete sobre o processo de produção audiovisual e as mudanças ocorridas a partir da pandemia de Covid-19. O estudo se justifica devido o cenário de distanciamento social em que as produtoras de audiovisual precisaram se adaptar para continuar produzindo conteúdo. Utilizamos como objeto de estudo o vídeo Porta Remoto da produtora Porta dos Fundos, em que apresentam as adequações realizadas para continuarem a produzir para o Canal no YouTube. O percurso teórico-metodológico tem como base a obra Cultura da Conexão de Henry Jenkins, Joshua Green e Sam Ford (2014). A produtora foi criada em 2012 e ganhou notoriedade pelo seu jeito de fazer humor, conquistando um Emmy Internacional de Comédia em 2019, pelo "Especial de Natal" feito para a Netflix. O "Porta" é uma das maiores produtoras de conteúdo audiovisual do país. Verificando as alterações e adaptações realizadas pela produtora para manter a produção de conteúdo audiovisual durante o distanciamento social, aplicamos a análise de imagens em movimento (ROSE, 2013) para analisar o vídeo Porta Remoto, com decupagem e posterior sistematização do conteúdo. Segundo Jenkins, Green e Ford (2014), antes das plataformas de mídias sociais tínhamos uma relação de consumo audiovisual que obedecia a lógica da radiodifusão, ou seja, um produz para todos, porém no cenário midiático atual podemos ser consumidores e ao mesmo tempo produtores de conteúdo. O aumento no consumo de audiovisuais deixou evidente que os usuários não estão mais satisfeitos em apenas receber informação, eles também querem interagir com quem produz. Logo, o produtor além de emitir uma mensagem, precisa estabelecer canais de interação com o consumidor. Um recurso que é utilizado para aproximação com o consumidor de audiovisual é apresentar os bastidores. No caso do vídeo analisado é apresentado os modos de produção, ou seja, como as filmagens estão sendo realizadas na casa dos atores, o público acaba por criar uma identificação maior com o produto. No vídeo do Porta a audiência acompanha como os métodos de pré-produção, produção, pós-produção acabaram por se alterar em virtude da pandemia. Os processos de pré-produção estão sendo realizados através de chamada de vídeo, recurso utilizado para reuniões de criação de roteiro. Já a parte de maquiagem, figurino e composição de cenário são feitas de forma guiada de modo remoto por profissionais de cada área. A produtora deseja manter o mesmo volume de produção de antes da pandemia, assim enviou kits de gravação para os membros da equipe. A captação, antes gravada em estúdio, agora é acompanhada através de chamadas de vídeo por técnicos de iluminação e som. Depois das imagens e áudio captados, chega-se a pós-produção, onde são feitas as edições diretamente da casa dos funcionários da produtora. Por fim, o último processo é o de circulação, consistindo nas postagens dos conteúdos nas plataformas da produtora, salienta-se que esse é o único processo que não mudou com a pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
SILVA, L.; VALLE BLANCO JÚNIOR, N.; LUIZA LUCAS MELO, M.; RODRIGUES DE ANDRADE, G.; ALVES FEITOSA, S. PRODUÇÃO AUDIOVISUAL: O QUE MUDOU COM O CENÁRIO DA PANDEMIA?. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.