REFLEXOS DO NEOLIBERALISMO NA EDUCAÇÃO: ESCOLA NÃO PODE SER CONSIDERADA EMPRESA!

  • Neiva Buchkoski
  • Emanuelly Wouters Silva
  • Emanuele Ariane Kreps
  • Bruna Sabaranski Bordignon
  • Jaqueline Hoscharuck
  • Taíse Morgana Presotto
Rótulo Neoliberalismo, Avaliação, Externa, Escola

Resumo

Atualmente vivemos em uma sociedade que segue uma lógica neoliberal, a qual é uma ideologia, uma maneira de organização do estado. Implementada a partir da década de 80 e 90, tornando-se uma cultura, uma lógica e uma racionalidade, que adentram na sociedade e na constituição do sujeito, principalmente na construção das subjetividades contemporâneas, tendo como foco estimular a competitividade entre os indivíduos. Esse contexto, não é algo natural, mas vem se naturalizando, o qual reflete diretamente dentro das instituições de ensino, um exemplo disso, são as avaliações externas, aplicadas para avaliar a qualidade do ensino no país. Nesta perspectiva, este estudo tem como objetivo analisar o papel do neoliberalismo nas escolas destacando a influência das avaliações externas no processo de ensino e aprendizagem. Assim, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, para refletir sobre o assunto. A pesquisa bibliográfica contou com o estudo de revisão literária de livros, artigos, periódicos, disponíveis em meios digitais. Os autores, salientam que em vários casos as avaliações externas são usadas para estimular a competitividade entre os estudantes, professores e escolas, pois na maioria das vezes, as escolas não realizam uma análise do porque a escola obteve o resultado, ressalta-se apenas a nota final, gerando um ranqueamento entre as escolas. Neste viés, a escola passa a ser vista com um empresa, a qual tem por finalidade os resultados finais, deixando em último plano os processos de ensino e aprendizagem que são fundamentais para o desenvolvimento dos estudantes. A partir desse estudo, concluímos que a escola nunca poderia ser vista como uma empresa, pois assim, a educação perde a sua função, tornando-se um campo de competição entre estudantes, escolas, município, estado, esquecendo-se da qualidade do ensino, nota isolada não é sinônimo de aprendizagem. Muitas escolas rotulam os estudantes como capazes ou fracassados, a partir dessas avaliações. A escola precisa ser um espaço que considere toda a diversidade dos sujeitos e que busque auxiliá-los na aprendizagem, para que assim, consigam diminuir as diferenças sociais existentes, para que todos tenham melhores condições de vida e se sintam sujeitos integrantes da sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
BUCHKOSKI, N.; WOUTERS SILVA, E.; ARIANE KREPS, E.; SABARANSKI BORDIGNON, B.; HOSCHARUCK, J.; MORGANA PRESOTTO, T. REFLEXOS DO NEOLIBERALISMO NA EDUCAÇÃO: ESCOLA NÃO PODE SER CONSIDERADA EMPRESA!. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.