A CAÇADA INTERNACIONAL AO COMUNISMO PROMOVIDA PELOS ESTADOS UNIDOS NAS DÉCADAS DE 1950-1960

  • Beatriz Lorscheitter
  • Nathalia Geribelo Rodrigues
  • Anna Carletti
Rótulo guerra, fria, macarthismo, sistema, internacional

Resumo

O presente artigo analisa o processo de caçada internacional ao comunismo instaurado nos Estados Unidos nas décadas de 1950 e 1960, o contexto do aparecimento desse fenômeno internacionalmente intensificado com a Guerra Fria, os principais fatores que, externamente, influenciaram a postura norte-americana, e especialmente, realiza a análise da participação do senador Joseph McCarthy nesse período que popularmente ficou conhecido como macarthismo. O objetivo é elucidar a contribuição do senador para esse período, e a existência do medo da ameaça vermelha instaurada dentro do país. A abordagem utilizada na pesquisa foi a qualitativa, com um objetivo exploratório e procedimento bibliográfico, uma vez que tal pesquisa abrange desde a Guerra Fria até a morte de McCarthy e evidencia brevemente as consequências da caça às bruxas para o sistema internacional. A análise de tais elementos nos permitiu identificar que o processo de contenção ao comunismo foi intensificado com a instalação da Doutrina Truman, durante o período da Guerra Fria. Assim, a censura aos professores, a propaganda exacerbada através dos filmes e a disseminação do ódio ao comunismo pelos norte-americanos e legitimado pelo governo, consistiu em vital importância para as consequências refletidas no sistema internacional, a exemplo das tensas relações EUA-RÚSSIA pós-Guerra Fria e o ódio ao comunismo refletido mundialmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
LORSCHEITTER, B.; GERIBELO RODRIGUES, N.; CARLETTI, A. A CAÇADA INTERNACIONAL AO COMUNISMO PROMOVIDA PELOS ESTADOS UNIDOS NAS DÉCADAS DE 1950-1960. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.