A TEORIA DOS CAMPOS CONCEITUAIS COMO FUNDAMENTO EXPLICATIVO NA PESQUISA EM MATEMÁTICA

  • Ivana Freitas
  • Ângela Maria Hartmann
Rótulo Campos, Conceituais, Jogos, Matemáticos, Análise, esquemas

Resumo

Utiliza-se a Teoria dos Campos Conceituais para analisar de que maneira se da à construção do conhecimento de alunos, e tem por finalidade "propor uma estrutura que permita compreender as filiações e rupturas entre conhecimentos (VERGNAUD, 1993, p. 1). A partir desta teoria é possível analisar os esquemas acionados pelos estudantes, podendo ser esquemas prontos, construídos, invariantes operatórios, antecipações, regras de ação, inferências, filiações e rupturas. Uma das metodologias comumente aceitas no ensino da Matemática, devido às suas dimensões lúdicas e educativas e por estimular o raciocínio lógico de alunos, é o uso de jogos (NASCIMENTO, 2016). Nesse sentido, a Teoria dos Campos Conceituais, de Gerard Vergnaud, é apontada como uma das possibilidades de explicar as estratégias utilizadas pelos estudantes durante o uso pedagógico de jogos em Matemática. Tendo como ponto de partida o problema de pesquisa: como se da à construção do conhecimento dos estudantes durante a aplicação de atividade envolvendo jogos matemáticos?, utilizou-se dessa teoria para analisar os esquemas acionados pelos estudantes durante o desenvolvimento de um jogo baseado no raciocínio matemático. Para tal, a abordagem metodológica baseou-se na aplicação de jogo matemático a seis estudantes do 7º ano do Ensino Fundamental de uma escola estadual de Caçapava do Sul/RS. A elaboração das etapas da sequência didática utilizada para a aplicação da atividade constitui-se da união dos cuidados básicos que devem ser tomados pelos professores ao fazerem uso de jogos de Grando (2000) e a sequência didática de Almeida e Carvalho (2016). As partidas foram gravadas em áudio e vídeo e posteriormente transcritas e analisadas utilizando a Teoria dos Campos Conceituais. O fato e os estudantes terem realizado o acionamento de todas as categorias mostra que quando a atividade é bem elaborada e aplicada, faz com que os alunos tenham que recorrer aos conhecimentos já construídos por eles, e algumas vezes quando bem estimulados, tenham que realizar a ruptura desses conhecimentos e irem à busca de novos, visto que os primeiros não satisfazem as necessidades de raciocínio para vencer o jogo. Considera-se que a teoria dos Campos Conceituais possibilita explicar o modo que os alunos constroem seu conhecimento, o que contribui para que os professores elaborarem suas atividades e estratégias de ensino de maneira a fazer com que os estudantes tenham maior aproveitamento. A teoria também possibilita observar e analisar se os estudantes reconhecem elementos simbólicos da Matemática e se os entendem e sabem utilizá-los. Mesmo sendo uma atividade de pesquisa aplicada a um número restrito de estudantes, vê-se ainda seu potencial, de modo que possa ser aplicada a um maior público, sem ser, necessariamente na área da Matemática, mas utilizando os Campos Conceituais com o mesmo fim. O professor e/ou pesquisador pode utilizar das ferramentas e artifícios que mais se adaptem ao público-alvo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
FREITAS, I.; MARIA HARTMANN, ÂNGELA. A TEORIA DOS CAMPOS CONCEITUAIS COMO FUNDAMENTO EXPLICATIVO NA PESQUISA EM MATEMÁTICA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.