FATORES ASSOCIADOS À ASMA EM PAIS DE ADOLESCENTES DE URUGUAIANA: GLOBAL ASTHMA NETWORK (GAN)

  • Thiago Fukuda
  • Pietro Nunes Rinelli
  • Laura Simon
  • Lucas Ferreira Scott
  • Luiza Aquino Brum
  • Marilyn Nilda Esther Urrutia Pereira
Rótulo Estudo, Gan, Asma, Adolescentes, Pais, Transversa

Resumo

O estudo GAN avaliou simultaneamente a frequência da asma e fatores associados em adolescentes e seus pais. Tem por objetivos demonstrar novas evidências para entender melhor a asma, as práticas de gerenciamento dos principais fatores de risco e a necessidade urgente de reduzir sua carga global. Trata-se de um estudo transversal realizado em Uruguaiana, Brasil, em que responderam questionário padronizado 896 pais/responsáveis pelos adolescentes participantes, com média de idade 43 anos, 17,6% do sexo masculino. Além da prevalência de sintomas de asma, os fatores associados à sua expressão nesses indivíduos foram identificados por regressão logística. Dos resultados apresentados, entre os pais/responsáveis pelos adolescentes, a sibilância nos últimos 12 meses ocorreu em 18,4%; 17,6% tiveram 4-12 episódios de sibilância; 26% acordaram uma ou mais noites com sibilância; 18,2% manifestaram falta de ar durante o sono; 12,7% tiveram diagnóstico médico de asma, mas apenas 7,3% possuíam algum plano de ação. A idade do primeiro episódio de chiado foi aos 14 anos, 12% tiveram ataques de asma no último ano, 11,5% usaram broncodilatadores e apenas 2,4% corticosteroides inalatórios. Foram fatores associados à sibilância: trabalho causando sibilância (OR:10,0; IC95%: 5,7-18,52; p<0.05); ter diagnóstico de asma (OR:5,1; IC95%: 3,1- 8,3); p<0.05), ter rinite alérgica (OR:2,2; IC95%:1,5-3,4; p<0.05), exposição ao mofo (OR:1,8; IC95%:IC95%: 1,1-3,0; p<0,05 ); consumir poucos cigarros (OR:1,03; IC95%: 1,0-1,08), p<0,05), uso de gás de petróleo liquefeito para cozinhar (OR:0,68; IC95%: 0,4-1,04; p> 0,05) e consumir vegetais crus (OR:0,80; IC95%:0,7-0,9; p<0,05). Conclui-se, então, que os pais asmáticos de adolescentes que participam do GAN não têm sua doença controlada, usam mais medicamentos de resgate do que medicamentos de controle. Alguns associam o trabalho a ataques de chiado no peito e outras doenças alérgicas. O consumo de uma dieta rica em vegetais foi identificado como protetor.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
FUKUDA, T.; NUNES RINELLI, P.; SIMON, L.; FERREIRA SCOTT, L.; AQUINO BRUM, L.; NILDA ESTHER URRUTIA PEREIRA, M. FATORES ASSOCIADOS À ASMA EM PAIS DE ADOLESCENTES DE URUGUAIANA: GLOBAL ASTHMA NETWORK (GAN). Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.