INTERCORRÊNCIAS DURANTE A AMAMENTAÇÃO

  • Nathalia Auzani
  • Amanda Peres de Souza
  • Bruna Sarini Cardoso Alifredi
  • Cíntia Ribeiro Lemes
  • Lisie Alende Prates
  • Luiza Cremonese
Rótulo Amamentação, Intercorrências, Desmame, Precoce, Enfermagem

Resumo

A amamentação deve ser uma prática exclusiva até os seis meses de vida e mantida de forma complementar após esse período, tendo em vista todos os benefícios à população materno-infantil. O objetivo do estudo foi mapear as intercorrências que ocorrem durante a amamentação. Revisão de escopo, vinculada ao projeto de pesquisa Problemas e condutas adotadas por puérperas durante o primeiro mês de amamentação. A revisão foi desenvolvida na Biblioteca Virtual em Saúde e ainda prevê a realização de busca em outras quatro bases de dados para o mapeamento das evidências científicas acerca da temática central. Utilizou-se o mnemônico PCC para construção das estratégias de busca e questão de pesquisa, sendo o P atribuído à população de mulheres, familiares e profissionais de saúde, o C ao conceito de intercorrências na amamentação e o outro C de contexto às condutas adotadas nesses casos. Desse modo, a questão foi Como acontecem as intercorrências e condutas na amamentação?. As estratégias de busca combinaram 18 descritores e 28 palavras-chave, associadas aos operadores boolenanos AND e OR. Este trabalho concentrou-se na análise das principais intercorrências, que foram a pega incorreta, seguida por fissura mamilar e o uso da chupeta. A pega incorreta, que pode ser corrigida com a observação da mamada e orientações adequadas, representa uma intercorrência que pode resultar em fissura mamilar, ingurgitamento mamário, dor mamilar, entre outras intercorrências. A fissura mamilar está associada principalmente à pega do lactente, pois ao sugar a mama de forma incorreta, o bebê exerce uma pressão exagerada no mamilo, desencadeando o surgimento de trauma mamilar. Já o uso da chupeta pode levar à confusão de bicos, uma vez que o mecanismo de sucção que o lactente exerce na chupeta é diferente da que exerce na mama materna e, com isso, ele passa a confundir o esforço muscular realizado na chupeta e na mama, despendendo maior atividade no primeiro e demonstrando cansaço no momento de sugar o seio. Desse modo, o bebê não consegue ordenhar o leite do seio de forma efetiva, o que acaba levando à redução na produção de leite e a falsa ideia na mulher de leite fraco, que não é capaz de nutrir o bebê. A amamentação é importante tanto para a puérpera quanto para o bebê. Porém, em alguns casos, quando ocorrem intercorrências e estas não são conduzidas de forma correta, devido à falta de orientação e assistência adequada às mulheres, verifica-se a ocorrência de desmame precoce. Nesse sentido, evidencia-se a importância do apoio e orientação às mulheres, para que consigam amamentar de forma efetiva e satisfatória. Portanto, reforça-se a necessidade de os serviços e profissionais de saúde investirem em ações que possam apoiar, promover e proteger o aleitamento materno, a partir da avaliação e acompanhamento contínuo dessa prática, com visitas domiciliares e ações individuais e coletivas de educação em saúde

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
AUZANI, N.; PERES DE SOUZA, A.; SARINI CARDOSO ALIFREDI, B.; RIBEIRO LEMES, C.; ALENDE PRATES, L.; CREMONESE, L. INTERCORRÊNCIAS DURANTE A AMAMENTAÇÃO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.