ORIENTAÇÕES SOBRE OS MÉTODOS DE ALÍVIO DA DOR NO TRABALHO DE PARTO: REVISÃO DE LITERATURA

  • Carolina Pilger
  • Jassane Cardoso Farina
  • Natália da Silva Gomes
  • Maria Eva Luz dos Santos
  • Eduarda Santos Rodrigues
  • Lisie Alende Prates
Rótulo Saúde, mulher, Enfermagem, obstétrica, Trabalho, parto, Dor, Manejo, dor

Resumo

A gestação pode representar um momento único na vida de uma mulher. Nesse sentido, o fornecimento de orientações envolvendo medidas para aumentar o conforto e reduzir a apreensão durante o momento de parturição, contribuem para que a mulher consiga ter uma experiência positiva. A partir disso, buscou-se analisar as evidências científicas acerca das orientações fornecidas sobre os métodos de alívio da dor no TP e parto. Trata-se de um estudo de revisão atrelado ao projeto de extensão Descomplicando a dor no trabalho de parto e parto com a utilização de métodos não farmacológicos. A busca foi desenvolvida na Biblioteca Virtual em Saúde no mês de agosto de 2020. Utilizou-se como questão de pesquisa: Quais são as orientações fornecidas às gestantes sobre os métodos de alívio da dor no trabalho de parto e parto?. Se estabeleceu como critérios de inclusão artigos oriundos de pesquisas primárias, nos idiomas inglês, português ou espanhol. Foram excluídos os artigos que não eram sobre a temática e que não respondiam a questão de pesquisa. Ao todo, foram encontrados 147 estudos. A partir dos critérios de inclusão e exclusão, selecionou-se seis estudos para análise. Após a análise dos estudos selecionados, pode-se constatar que os métodos de alívio da dor no TP e parto que têm sido orientados compreendem os métodos não farmacológicos, como a utilização de bola suíça, baqueta, cavalinho, posicionamento adequado, presença de acompanhante, deambulação, movimentação, banho, aromaterapia, musicoterapia, massagem e exercícios respiratórios. As orientações foram fornecidas por enfermeiras obstétricas, amigos, familiares, pesquisadores dos estudos ou a partir da busca individual da gestante em leituras. Em relação aos locais em que as orientações foram transmitidas, evidenciou-se o momento da consulta ao pré-natal, no hospital universitário, durante os grupos de gestantes, no momento de TP e parto, na maternidade e na casa de parto. Conclusão: a partir desta revisão, pode-se observar a importância da realização de atividades de educação em saúde que possam explorar os métodos de alívio da dor no TP e parto. Entende-se que, ao abordar essa temática nas ações relativas ao pré-natal, permite-se que a mulher e seus familiares se apropriem desse conhecimento e, durante o TP, possam colocá-lo em prática. Além disso, considera-se que ao abordar o processo de parturição, pode-se reduzir a ansiedade e o medo da mulher, os quais, muitas vezes, são gerados pelo desconhecimento em torno dessa vivência. Portanto, reforça-se que as orientações fornecidas à mulher são fundamentais para o seu preparo para a vivência do parto, bem como para uma participação mais ativa da mulher e seu acompanhamento nesse evento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
PILGER, C.; CARDOSO FARINA, J.; DA SILVA GOMES, N.; EVA LUZ DOS SANTOS, M.; SANTOS RODRIGUES, E.; ALENDE PRATES, L. ORIENTAÇÕES SOBRE OS MÉTODOS DE ALÍVIO DA DOR NO TRABALHO DE PARTO: REVISÃO DE LITERATURA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.