ESPÉCIES DE ARACEAE NATIVAS DO BIOMA MATA ATLÂNTICA DE MAIOR OCORRÊNCIA NO PARQUE ECOLÓGICO DO GUARAPIRANGA, SÃO PAULO - SP

  • Nathalia de Souza
  • Larissa Borges Dornelles
  • Angelo Alberto Schneider
Rótulo Flora, Levantamento, florístico, Espécies, nativas

Resumo

A família Araceae consiste, atualmente, em cerca de 3.550 espécies, dividas em 9 subfamílias e 125 gêneros. Possui ampla distribuição pelas Américas Tropical e do Norte, África Tropical Continental e Sul, Eurásia Temperada, Arquipélago Malaio, Madagascar e Seychelles. No Brasil são encontrados 36 gêneros e, aproximadamente, 488 espécies com ocorrência de 13 gêneros e 77 espécies só no estado de São Paulo. Este trabalho foi realizado a partir de uma observação no Parque Ecológico do Guarapiranga, localizado no município de São Paulo-SP, com o objetivo de analisar as espécies pertencentes a família Araceae de maior ocorrência nas áreas com acesso livre a visitantes, e possui o intuito de ser um levantamento apenas qualitativo e não quantitativo. O parque possui 2.500.000m² de área total onde apenas 160.000m² são abertos ao público para atividades de lazer e recreação. O levantamento foi feito a partir da observação das plantas, que se encontram na área permitida, que foram posteriormente identificadas, a partir de fotografias, com o auxílio do livro Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo Online, volume 7. Foram encontradas as espécies Syngonium vellozianum Schott (Singonio), Monstera deliciosa Liebm. (Costela de Adão), Philodendron bipinnatifidum Schott ex Endl. (Guaimbê) e Philodendron undulatum Engl. (Guaimbê-da-folha-ondulada) sendo todas nativas do bioma Mata Atlântica. Apesar de terem sido registradas poucas espécies de Araceae nas áreas de acesso público do parque, um trabalho mais aprofundado e amplo pode revelar mais espécies, principalmente se forem incluídas as áreas restritas do parque.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
DE SOUZA, N.; BORGES DORNELLES, L.; ALBERTO SCHNEIDER, A. ESPÉCIES DE ARACEAE NATIVAS DO BIOMA MATA ATLÂNTICA DE MAIOR OCORRÊNCIA NO PARQUE ECOLÓGICO DO GUARAPIRANGA, SÃO PAULO - SP. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.