PARTICIPAÇÃO NA REDE DE ENSAIOS COOPERATIVOS PARA RESISTÊNCIA À BRUSONE DA ESPIGA-(RECORBE)-2019

  • Eduardo Molinari
  • Mariza Moraes Ponce
  • Rafaela Cristina Martins Mairesse
  • Tainah Espinosa
  • Maria Fernanda Antunes da Cruz
  • Leomar Hackbart da Silva
Rótulo Cultivar, trigo, Incidência, Pyricularia, oryzae, Resistência

Resumo

A cultura trigo é acometida por diversas doenças que afetam o seu desenvolvimento, comprometendo a produtividade e a qualidade dos grãos. Dentre essas doenças destaca-se a brusone, causada pelo fungo Pyricularia oryzae. A Rede de Ensaios Cooperativos para Resistencia à Brusone da Espiga (RECORBE) organizada pela Embrapa Trigo junto a Unipampa - Itaqui, tem como objetivo avaliar a incidência da brusone em espiga e os índices de rendimento da cultura do trigo em diferentes regiões do Brasil. Na Universidade Federal do Pampa, Campus Itaqui-RS no ano de 2019, as cultivares semeados foram: IAC 385 Mojave, IAC 389 Atacama, IPR 144, IPR Catuara, IPR Panaty, IPR Potiporã, Ametista, Jadeite, ORS 1401, ORS 1403, ORS Citrino, ORS Madre Perola. Tbio Mestre, Tbio Sintonia, CD 1104, Tbio Sossego, Tbio Sonic, Tbio Audaz, BR 18 Terena, BRS 404, BRS Angico, BRS Gaivota, BRS Gralha Azul, BRS Graúna, BRS Guamirim, BRS Pardela, BRS Reponte, BRS Sanhaço, BRS Tangará, BRS 229, BRS 331, BRS 264, MGS Brilhante, CD 1595, CD 150, CD 1303, CD 1440, CD 116. As cultivares testemunha foram: BRS 229 (MR), BRS 264 (S), BRS 331 (S), MGS Brilhante (MR), CD 116 (MR), Tbio Sintonia (MR) e Tbio Mestre (MR), devido as suas características de suscetibilidade e resistência a brusone. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com 4 repetições, e parcelas de 5m², com 5 linhas de 5 m, espaçadas por 0,2 m. No experimento, não houve aplicação de fungicida. As avaliações de incidência foram realizadas de acordo com o protocolo da RECORBE-2019, no início do espigamento até as plantas atingirem a fase de grão em massa mole. Após a colheita, foram avaliados o rendimento de grãos (kg/ha), massa de mil grãos (g) e massa do hectolitro. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias foram comparadas pelo teste Scott-Knott a 5% de probabilidade. Durante o período de avaliações não foram observadas espigas de trigo com sintomas de brusone. O maior rendimento de grãos no experimento foi observado na cultivar Tbio Sossego, com uma produção de 2.643 kg/ha. Para a massa de mil grãos, a cultivar BRS Reponte obteve a massa de 26,22g. Para a massa do hectolitro, a cultivar IPR Catuara obteve 77kg/hL. Não ocorrendo a incidência de brusone, vale destacar o rendimento de grãos da cultivar Tbio Sossego, que ultrapassou a média do estado do RS. Isto demonstra que é possível a obtenção de bons resultados para a cultura do trigo na região da fronteira oeste do RS.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
MOLINARI, E.; MORAES PONCE, M.; CRISTINA MARTINS MAIRESSE, R.; ESPINOSA, T.; FERNANDA ANTUNES DA CRUZ, M.; HACKBART DA SILVA, L. PARTICIPAÇÃO NA REDE DE ENSAIOS COOPERATIVOS PARA RESISTÊNCIA À BRUSONE DA ESPIGA-(RECORBE)-2019. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.