DESEMPENHO NO GANHO DE PESO E ANÁLISE ECONOMICA DE CORDEIROS ESQUILADOS E NÃO ESQUILADOS DA RAÇA CORRIEDALE

  • Geovana Dorneles
  • Anahy Carvalho de Barros
  • Mariana Carvalho de Barros
  • Anelise Afonso Martins
Rótulo Esquila, ganho, peso, cordeiros, custos, lã

Resumo

O Rio Grande do Sul, é o segundo estado com maior rebanho de ovinos do Brasil, possui um rebanho formado na sua maioria por raças de duplo propósito (lã e carne), atualmente o principal objetivo da criação está sendo a produção de carne, em função da elevação dos preços pago aos produtores, que vem tornando a atividade mais rentável e atrativa. Diversos estudos vem sendo realizados, visando melhorar o manejo nutricional, sanitário e a genética dos animais, porém poucos trabalhos mostram a relação que a esquila tem sobre o desempenho dos mesmos. Diante deste cenário, este trabalho tem por objetivo avaliar a interferência que a esquila pós desmame tem sobre o ganho de peso dos cordeiros e analisar a viabilidade econômica, de manter animais esquilados ou sem esquilar. O experimento foi desenvolvido na propriedade da Meia Lua no município de Lavras do Sul RS, no período de outubro a novembro de 2019, foram utilizados 22 cordeiros da raça corriedale, no qual destes, 11 foram esquilados pós desmame e 11 permaneceram sem esquila, os animais foram desmamados e mantidos em pastagem de tifton (cynodon spp), azevem (lolium multiflorum) e trevo vermelho (Trifolium pratense L.). Os cordeiros entraram no experimento com média de 4 meses de idade e saíram com 5 meses e meio. O grupo de cordeiros esquilados entrou com média de peso de 23kg e saíram com peso final de 31 kg, obtiveram 8kg de ganho de peso, e o grupo sem esquila entrou com média de 22,7 kg e peso final de 29 kg o ganho de peso foi 6,2kg, as pesagens de controle ocorriam a cada 7 dias, encontrando-se uma diferença de 1,8 kg entre os grupos. O ganho de peso do grupo esquilado foi de 266g/dia, maior que o ganho de peso do grupo não esquilado que foi de 209g/dia, no período. Também foi realizado uma análise econômica, comparando o custo de mantença dos grupos de animais e o lucro alcançado após a venda dos cordeiros. O preço de venda dos animais foi R$ 7,00/kg de peso, no grupo de cordeiros esquilados teve -se um custo de 5,50 por cordeiro para esquila, porém com a venda da lã à R$ 2,50/kg, o custo ficou em R$ 3,00 e a comercialização dos animais ocorreu pelo valor R$ 214,00. Já o grupo sem esquila teve um preço de venda de R$ 203,00 por animal. Ainda assim foi possível perceber que mesmo com o custo da esquila teve-se um maior ganho por cordeiro, que no caso foi de R$ 11,00 por cordeiro esquilado. Concluiu-se a partir deste trabalho que a lã possui interferência sobre o ganho de peso dos animais e que mesmo tendo o gasto para realização da esquila, manter os cordeiros esquilados resulta em um lucro final maior por animal.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
DORNELES, G.; CARVALHO DE BARROS, A.; CARVALHO DE BARROS, M.; AFONSO MARTINS, A. DESEMPENHO NO GANHO DE PESO E ANÁLISE ECONOMICA DE CORDEIROS ESQUILADOS E NÃO ESQUILADOS DA RAÇA CORRIEDALE. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.