CUSTO DE PRODUÇÃO E RECEITA LÍQUIDA PARA UM SISTEMA DE PRODUÇÃO ANIMAL EM PASTAGEM HIBERNAL EM SUCESSÃO A LAVOURA ANUAL

  • Herlon Mendel
  • Matias Rosa de Britto
  • Miguel Alves Ferreira Neto
  • Andressa Garcia Martins
  • José Acélio Silveira da Fontoura Júnior
Rótulo Integração, lavoura, pecuária, Pecuária, Bovinos, corte, Receita, líquida, Custo, Produção

Resumo

A produção pecuária é uma das principais atividades do Rio Grande do Sul, no entanto, o avanço da agricultura sob as áreas de produção pecuária nos últimos tempos vem fazendo com que o rebanho de cria migre para áreas de menor qualidade, em contraponto a atividade de recria e engorda provindos desses rebanhos tem sido praticada em áreas de pastagem em sucessão de lavouras de soja. Com base nessas considerações foi realizado esse trabalho que teve como objetivo avaliar os custos de produção animal em pastagem hibernal em sucessão a lavoura de soja (soja produção animal), visando auxiliar em tomadas de decisões por técnicos e produtores. Esta simulação foi realizada no ano de 2019, no município de Dom Pedrito, o cenário analisado neste trabalho foi a produção animal em pastagem de inverno (Azevém, Lolium multiflorum Lam.). E para a simulação foi estabelecida uma área de cem hectares, considerando essa área arrendada para terceiros para exploração de soja, no período de verão, com valor de arrendamento de 5 sacas de soja por hectare, no valor de R$ 73,00/saca. A simulação foi realizada através da utilização de planilhas eletrônicas, a semeadura da pastagem foi realizada no período de pré colheita do grão de soja, na data de 01/03/2018. Após a colheita do grão e decorridos 30 dias após a semeadura da pastagem, foi aplicada fertilização nitrogenada por cobertura com ureia na dosagem de 100 kg/ha (45 kg de N/ha), onde, em média, as plantas estavam emitindo a terceira folha. Após 75 dias de estabelecimento foi iniciado o período de pastejo, com carga média de 750 kg de peso vivo (PV) por hectare. Para a simulação foi considerada a aquisição de trezentos e dezessete terneiros machos castrados, de sete a nove meses de idade, com PV médio de 170 kg, o valor pago pelos animais foi de R$ 6,00/kg vivo (R$ 1.020,00/ animal, totalizando R$ 323.340,00, a esse valor foram somados os custos de mão de obra, comissão e transporte dos animais. que foi de R$ 14.160,00, R$ 6.466,80, R$ 525,00, respectivamente, o custo total desta etapa foi de R$ 346.591,80. O custo do manejo sanitário foi de R$ 1.262,93, A adubação R$15.295,00. A taxa de mortalidade considerada foi de 1%. Os animais ficaram em pastejo durante 153 dias, ao final da temporada de pastoreio foram pesados, onde se obteve um PV médio de 307,7 Kg, totalizando uma produção de 43.237,8 kg, o valor de comercialização desses animais foi de R$ 5,60 /kg de PV, o custo por hectare neste cenário foi de R$ 3.620,93 totalizando um custo de R$ 362.093,39, a receita total foi de R$ 577.559,68, a receita liquida por hectare foi de R$ 2.144,10, totalizando R$ 214.409,95, considerando nesse total o valor recebido pelo arrendamento. Ao analisar a receita bruta e a receita liquida, foi observado que a produção animal em pastagem hibernal é uma boa alternativa para o produtor, gerando uma renda liquida positiva e atrativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
MENDEL, H.; ROSA DE BRITTO, M.; ALVES FERREIRA NETO, M.; GARCIA MARTINS, A.; ACÉLIO SILVEIRA DA FONTOURA JÚNIOR, J. CUSTO DE PRODUÇÃO E RECEITA LÍQUIDA PARA UM SISTEMA DE PRODUÇÃO ANIMAL EM PASTAGEM HIBERNAL EM SUCESSÃO A LAVOURA ANUAL. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.