METANÁLISE DE PREVALÊNCIA DE FELV NA REGIÃO SUL DO BRASIL

  • Sandy de Góis
  • Gabriela Lugoch
  • Natália Horstmann Risso
  • Mirela Noro
Rótulo Felinos, Retrovírus, Gatos

Resumo

A Leucemia Felina (FeLV) é uma doença de distribuição mundial, causada por um retrovírus com características oncológicas degenerativas e potencial imunossupressor. A transmissão ocorre por secreções (saliva, lágrimas, urina, fezes), fômites, sendo relatada a transmissão por via transplacentária e por transfusão sanguínea. Realizou-se uma revisão sistemática e metanálise para determinar a prevalência de FeLV em gatos da região sul do Brasil e estabelecer associações com sexo do animal. Utilizou-se as plataformas Google Acadêmico, PUBMED, Research Gate e SciELO, aplicando palavras-chaves em português e em inglês: prevalence, feline leukemia virus, Brazil. Os critérios de exclusão foram: trabalhos com dados de outros países ou outras regiões do Brasil, trabalhos realizados há mais de 15 anos ou publicados em anais. Tabulou-se os dados no Excel, conforme: ano, número de gatos, número de positivos, sexo e métodos de testagem. Gerou-se a metanálise no Medcalc 19.5.2. Após a revisão sistemática, considerou-se seis trabalhos aptos, sendo quatro do Rio Grande do Sul, um de Santa Catarina e um do Paraná. A soma total de animais estudados foi de 1.263 animais, sendo 325 positivos para FeLV. A prevalência randomizada da metanálise foi 23,08% (IC 95%: 15,12%-32,17%), considerada alta quando comparada à relatada em países europeus e norte-americanos, nos quais a maioria dos gatos vivem domiciliados, a medicina felina preventiva é mais adotada e os testes diagnósticos são usados rotineiramente. Entretanto, a prevalência observada na nossa metanálise foi inconsistente (91,83%, IC 95%: 84,98-95,55; P

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
DE GÓIS, S.; LUGOCH, G.; HORSTMANN RISSO, N.; NORO, M. METANÁLISE DE PREVALÊNCIA DE FELV NA REGIÃO SUL DO BRASIL. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.