PRINCIPAIS TRANSTORNOS CLÍNICOS DO SISTEMA DIGESTÓRIO DE VACAS LEITEIRAS DO RS NO PERÍODO DE 2015-2018

  • Matheus Barbosa
  • Antônio Amaral Barbosa
Rótulo Doenças, Pecuária, Leiteira, Rio, Grande, Sul

Resumo

PRINCIPAIS TRANSTORNOS CLÍNICOS DO SISTEMA DIGESTÓRIO DE VACAS LEITEIRAS DO RS NO PERÍODO DE 2015-2018 Matheus Wrege Meireles Barbosa, discente de graduação, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão Bruna Muradás Esperon, discente de mestrado, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão Eduardo Schmitt, docente de clínica de grandes animais I, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão Maria Carolina Narval de Araujo, discente de mestrado, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão Antônio Amaral Barbosa, discente de pós-doutorado, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão e-mail primeiro autor- matheus.wregemeireles@gmail.com Embora a produção leiteira venha aumentando ao passar dos anos, há redução no número de vacas leiteiras em atividade, o que demonstra um aumento na eficiência dos animais. A maior produtividade, acarreta na maior exigência nutricional dos bovinos leiteiros, o que é fator predisponente ao aumento da ocorrência de transtornos metabólicos e também enfermidades digestivas. Os problemas relacionados ao trato digestório merecem devida atenção, uma vez que estão diretamente relacionados com aspectos produtivos e são motivo de descarte das vacas leiteiras. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a ocorrência de distúrbios clínicos do sistema digestório e que acometem as vacas leiteiras do Rio Grande do Sul. Para a realização do estudo foram utilizados dados retrospectivos de atendimentos clínicos realizados por Médicos Veterinários e acompanhados por alunos do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Esses dados foram coletados durante os estágios curriculares supervisionados na área de clínica médica de bovinos leiteiros, no Estado do Rio Grande do Sul, durante o período de 2015 a 2018. Os dados foram obtidos dos relatórios de estágio de 23 alunos. Além disso, foram organizados em uma planilha Microsoft Excel®, conforme com a classificação da doença no sistema digestório e suas respectivas taxas de ocorrência dentro dos atendimentos. Foram obtidos dados de 487 doenças do trato digestório, sendo elas: deslocamento de abomaso (81 relatos); diarreia em bezerros (186 relatos); indigestão simples (102 relatos); diarreia em vacas (36 relatos); timpanismo (27 relatos); retículo pericardite traumática (15 relatos); retículo peritonite traumática (4 relatos); clostridiose (3 relatos); actinomicose (1 relato); hérnia umbilical (1 relato); torção intestinal (1 relato). Diante do exposto, pode-se concluir que os transtornos clínicos relacionados ao trato digestório têm importante relevância na pecuária leiteira do Rio Grande do Sul, sendo a diarreia em bezerros a enfermidade que mais acomete os animais, representando 38,2% dos casos. Agradecimentos: Deixo aqui meu agradecimento ao CNPQ pela concessão da bolsa, também a UFPEL e ao NUPEEC pela possibilidade de realização desse estudo Palavras-chave: Doenças; Pecuária Leiteira; Rio Grande do Sul

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
BARBOSA, M.; AMARAL BARBOSA, A. PRINCIPAIS TRANSTORNOS CLÍNICOS DO SISTEMA DIGESTÓRIO DE VACAS LEITEIRAS DO RS NO PERÍODO DE 2015-2018. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.