O CICLO LUNAR NÃO INTERFERE NO MOMENTO DO PARTO EM ÉGUAS PURO SANGUE DE CORRIDA

  • Pietra Buffon
  • Gustavo Salgueiro de Moraes
  • Natan da Cruz de Carvalho
  • Janislene Mach Trentin
Rótulo Ciclo, lunar, Reprodução, equina, Parto, éguas

Resumo

A espécie equina apresenta um extenso período gestacional de 315 a 340 dias, e embora as distocias não sejam tão frequentes como em outras espécies, o acompanhamento do parto geralmente é realizado em função da idade das éguas e do valor da matriz e produto. Para a realização deste acompanhamento, a data de cobertura ou ovulação servem para a previsão do dia do parto. Aliado a isso, alterações físicas da égua como o relaxamento de ligamentos pélvicos, desenvolvimento de úbere, edema vulvar e ejeção do leite (surgimento de cera na extremidade dos tetos entre 6 e 48 h anteriores ao parto) são aspectos cruciais no monitoramento da proximidade do parto. Em razão de cultura popular e conhecimentos empíricos, muitas propriedades baseiam-se na troca de fase lunar para a estimativa do dia do parto. Apesar de já ter sido constatada a ação da lua sobre o ciclo de marés, fisiologia de vegetais, animais aquáticos e terrestres, a influência desta sobre a reprodução animal ainda não foi esclarecida. O presente trabalho teve como objetivo verificar a influência da mudança de lua (ciclo lunar) e do sexo dos potros de éguas da raça Puro Sangue de Corrida sobre o dia do parto. Foram analisados 55 partos de 18 éguas de propriedades localizadas em Uruguaiana, RS. Os dados foram coletados através dos nascimentos de potros informados ao Stud Book Brasileiro. A estatística foi realizada através do GLIMIX e teste Qui quadrado no SAS. Apenas 18% (10/55) dos partos ocorreram em troca de fase lunar e a maior proporção dos partos (82%) ocorreu em dias fora do período de troca (P<0.0001). Quando avaliamos somente as éguas multíparas observamos também que não houve efeito da troca de lua para o nascimento dos potros (P=0,659). Quanto ao sexo dos potros, foram analisados 28 fêmeas e 27 machos e o sexo não interferiu no nascimento em troca de lua (P=0,525). Atualmente existem diversos métodos comprovados que permitem diagnosticar a proximidade do parto, como alterações na glândula mamária, nos eletrólitos do leite e comportamento da égua. Através deste estudo, concluiu-se que a troca de fase lunar não interfere no dia que irá ocorrer o parto. Para a estimativa do dia do parto deve-se preferencialmente utilizar informações da data da ovulação e os sinais clínicos da égua.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-20
Como Citar
BUFFON, P.; SALGUEIRO DE MORAES, G.; DA CRUZ DE CARVALHO, N.; MACH TRENTIN, J. O CICLO LUNAR NÃO INTERFERE NO MOMENTO DO PARTO EM ÉGUAS PURO SANGUE DE CORRIDA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 20 nov. 2020.