PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE MORADORES DO BAIRRO MALAFAIA EM BAGÉ-RS

  • Thyago Santiago
  • Lucas Capello
  • Mariana da Rosa Borges
  • Tales Leandro Costa Martins
  • Estevam Martins de Oliveira
Rótulo Percepção, Ambiental, 1, Questionário, 2, Malafaia, 3, Moradores, 4

Resumo

Diante de um mundo globalizado, a questão ambiental se torna cada vez mais presente e urgente, tendo em vista o descompasso entre a própria globalização e a preservação ambiental. A percepção ambiental por definição, consiste na forma como o ser humano compreende o meio ambiente, resultante de conhecimentos e experiências.Com isso, é notório a importância do conhecimento da população para que seja possível buscar um alinhamento entre a mesma e o meio ambiente. Tratando-se de áreas urbanas, a falta de saneamento básico é considerada como uma das responsáveis pela degradação do meio e disseminação de doenças entretanto grande parte dessa degradação é advinda da própria comunidade. Objetivou-se, com o presente estudo, analisar a comunidade do bairro Malafaia do município de Bagé/RS, a partir da percepção da população local sobre os problemas ambientais, com o escopo em fatores relacionados ao meio ambiente e saneamento básico. A avaliação da percepção ambiental da população alvo foi caracterizada por meio de questionário com perguntas bem elaboradas, que foram respondidas por escrito e na presença do entrevistador. No total, foram entrevistadas 69 pessoas, nas quais foram ouvidas 39 mulheres e 30 homens, sendo o mais novo com 16 e o mais velho com 65 anos com uma Média de idade de 39 anos. O maior número de entrevistados declarou nível de escolaridade equivalente ao ensino médio completo (48%), sendo o maior grau de escolaridade verificado correspondente ao ensino superior incompleto apenas uma pessoa. Levando em consideração as perguntas respondidas no questionário, foi perguntado o quanto o esgoto não tratado na rua incomodava e cerca de 57% dos entrevistados disseram que incomodava muito e cerca de 13% disseram que não incomodava. Foi abordado se o lixo não acondicionado corretamente incomodava e 49% dos entrevistados disseram que incomoda muito e para 17% o lixo não incomoda muito. Foi perguntado aos entrevistados se a poluição da água e a falta da mesma na cidade incomodava e para 52% dos entrevistados incomoda muito a falta e a poluição da água, mas, para 17% esse problema não incomoda. Dos entrevistados 10% afirmam ser a prefeitura responsável pela conservação da limpeza do bairro, mas cerca de 20% afirma serem os moradores, porém 58% dos entrevistados afirmam ser ambos os responsáveis em conjunto. Ao questionar sobre a qualidade da água no bairro cerca de 45% dos entrevistados disseram que era ruim, apenas 25% afirmou ser boa água do bairro. A respeito da existência do arroio que passa no bairro Malafaia apenas 29% dos entrevistados sabiam da existência do mesmo e quando questionados a respeito da qualidade da água do arroio, 75% responderam que é muito ruim a água do arroio. Conclui-se que a maior parte dos entrevistados que possuem escolaridade acima do ensino fundamental possuem um nível de percepção ambiental mais elevado quando comparado aos entrevistados que possuem escolaridade até o ensino fundamental.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
SANTIAGO, T.; CAPELLO, L.; DA ROSA BORGES, M.; LEANDRO COSTA MARTINS, T.; MARTINS DE OLIVEIRA, E. PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE MORADORES DO BAIRRO MALAFAIA EM BAGÉ-RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.