A IDENTIFICAÇÃO DOS GARGALOS NA PRODUÇÃO ORIZÍCOLA EM UM MUNICÍPIO DA REGIÃO CENTRAL DO RS

  • Michele Martins
  • Letícia Silva Ayres
  • Anselmo Vicente
  • Gustavo Silveira Ramos
  • Vinícius Radetzke da Silva
Rótulo Agronegócio, Custos, produção, Gargalos, Propriedades, Rurais, Setor, Orizícola

Resumo

O Rio Grande do Sul historicamente é o estado brasileiro com maior representatividade na produção de arroz, com 1.077.959 hectares do total de 1.433.800 hectares plantados na safra 2017/2018, e uma colheita de mais de 8.700.000 toneladas, corresponde a 75% do total produzido no país (IBGE, 2018). O ambiente natural, clima, relevo, investimentos em tecnologia e disponibilidade de fontes hídricas para irrigação corroboram para os altos índices de produtividade, a exemplo da média de 158 sacos/hectares colhidos na última safra, superando a média nacional (IRGA, 2018). Mesmo com números expressivos no setor orizícola, o atual cenário não é favorável ao produtor brasileiro, uma vez que, a queda na demanda aliada ao preço dos insumos e à concorrência do arroz estrangeiro mais barato, forçam a diminuição do preço em âmbito nacional. Sendo assim, com a percepção da importância do tema e com base nas referências encontradas sobre a produção de arroz, a presente pesquisa se propôs a coletar informações sobre como os elementos e processos envolvidos na produção de arroz apresentam-se como gargalos em três propriedades rurais do interior do estado do Rio Grande do Sul. Tendo em vista isso, o objetivo principal do estudo foi identificar os principais problemas enfrentados na produção orizícola, propondo melhorias sistêmicas que acarretem em mais eficácia para os produtores. Buscando alcançar os objetivos, a pesquisa foi estruturada com base em duas etapas. Na primeira fase, foram especificadas as bases para construção do referencial teórico através de revisão bibliográfica em livros, artigos publicados em periódicos e congressos e coleta de dados em sites de entidades oficiais ligadas ao setor agropecuário. Na segunda fase foram realizadas entrevistas semiestruturadas com três produtores de arroz do município de São Vicente do Sul. Em relação à abordagem do problema de pesquisa, trata-se de uma análise de natureza de âmbito qualitativo. Do ponto de vista dos procedimentos metodológicos, este estudo se apresenta como uma pesquisa exploratória. Ao compilar os dados da pesquisa, observou-se que os principais gargalos encontrados na produção orizícola no local pesquisado foram: a falta de políticas de segurança de preço e produção, alto custo de produção e um baixo preço de venda, falta de investimentos no setor geral de produção e dificuldade de comercialização. Ao considerar deficitária a produção orizícola, dois dos produtores entrevistados revelam que só se mantém na atividade devido aos compromissos a serem honrados junto aos sistemas financeiros. Desta forma, encerra-se tal estudo identificando os principais problemas enfrentados por produtores rurais orizícolas, sugerindo-se estudos com o mesmo propósito a diferentes culturas da região, adicionando um estudo do perfil dos empresários rurais, o acesso a tecnologias no campo com subsídio científico sustentável e rentável.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
MARTINS, M.; SILVA AYRES, L.; VICENTE, A.; SILVEIRA RAMOS, G.; RADETZKE DA SILVA, V. A IDENTIFICAÇÃO DOS GARGALOS NA PRODUÇÃO ORIZÍCOLA EM UM MUNICÍPIO DA REGIÃO CENTRAL DO RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.