FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA: EQUIPES DE TRABALHO NA PERSPECTIVA DA INTEGRAÇÃO CURRICULAR

  • Daiane Paim
  • Isaias Felipe Almeida Vasconcelos
  • Lisete Funari Dias
Rótulo Trabalho, equipe, Formação, inicial, professores, Projetos, integradores

Resumo

O objetivo da pesquisa é avaliar, na formação inicial de professores, como se estabelece a formação de equipes de trabalho na perspectiva da integração curricular entre áreas de conhecimento. É importante vivenciar esse processo na formação inicial de professores, visto que as reformas curriculares requerem essa prática quando organizam o currículo em áreas de conhecimento. A pesquisa foi realizada por meio de observação participante com abordagem qualitativa (GIL,1999). A produção de dados considera registros em diário de campo dos pesquisadores, que observam os comportamentos de licenciandos dos cursos da Unipampa, no componente curricular Organização do Trabalho Pedagógico na Escola (OTPE) com 60 horas teóricas e 30 horas de práticas como componente curricular (PCC). A análise considera a interação do grupo durante a produção de projetos de ensino envolvendo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e temas contemporâneos. Os participantes da pesquisa são 47 licenciandos em três períodos de 2019. Os resultados apontam que a primeira turma, licenciandos dos cursos de Física; Química; Música; Matemática; Letras Línguas Adicionais Inglês e Espanhol, apresentou resistência inicial ao trabalho em grupo, mas no decorrer houve interação pessoal a partir da organização dos grupos em círculo e utilização de recursos da internet em celular e notebook. Na segunda turma, o único grupo, licenciandos dos cursos de Letras Português; Matemática; Música; e Química, utilizou recursos do laboratório de informática, mas observamos uma interação mais virtual do que pessoal, tendo em vista a utilização dos computadores e escrita individual via Google drive. Considerando as experiências anteriores, na terceira turma, licenciandos dos cursos de Letras Português; Matemática; Química; Física; Letras Línguas Adicionais Inglês e Espanhol, após reflexão sobre os resultados e possibilidades de interação, voltamos a utilizar a sala de aula para que os quatro grupos interagissem pessoalmente, também organizados em círculo. Nas três experiências foi propiciado um clima de liberdade de escolha do tema dos projetos, desde que utilizassem a BNCC, mas observamos que o contrato de trabalho em grupo foi melhor aceito na primeira e terceira turma por conta da interação presencial. Concluímos que o trabalho em equipe é um valor humano a ser agregado na formação inicial e tem possibilidade de estabelecer a atitude interdisciplinar referida pela literatura (FERREIRA, 2004). Além disso, podemos afirmar que os licenciandos vivenciaram o conceito de transdisciplinaridade, pois relacionaram os conteúdos das disciplinas com fatos que fazem parte do mundo real (BRASIL, 2018). O resultado observado vai ao encontro das necessidades da formação inicial de professores, visto que a profissão docente, além do conhecimento específico, requer a visão de um projeto de mundo, o que não se dá no isolamento das disciplinas, exigindo um ambiente favorável para um trabalho em equipe na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
PAIM, D.; FELIPE ALMEIDA VASCONCELOS, I.; FUNARI DIAS, L. FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA: EQUIPES DE TRABALHO NA PERSPECTIVA DA INTEGRAÇÃO CURRICULAR. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.