CIBERCULTURA E SUAS TEMÁTICAS NO ÂMBITO ACADÊMICO

  • Flavia dos Santos
  • Juliana Storniolo da Cunha
  • Juliana Brandao Machado
Rótulo Cibercultura, Tecnologia, Educação, Meio, acadêmico, Tecnologias, digitais

Resumo

Sabemos o quanto as tecnologias digitais são importantes e, nos dias atuais, têm se destacado no meio acadêmico. E esta mudança tem sido um tanto benéfica, tanto para o professor quanto para o aluno, pois melhora a qualidade do ensino. Partindo desse pressuposto, este trabalho é construído no grupo PET-Pedagogia que integra a pesquisa Docência no século XXI: narrativas, práticas e proposições para a construção de uma epistemologia do trabalho docente, no Eixo 1 do projeto, chamado Demandas dos docentes na formação inicial e na Educação Básica. Nesta perspectiva, a pergunta central que orienta este trabalho é: Porque o tema da cibercultura não está sendo discutido nos componentes curriculares? e, através desta temos por objetivo do trabalho discutir a relevância da inclusão da cibercultura na formação inicial de professores. A metodologia utilizada foi a elaboração de um questionário online, de caráter quanti-qualitativo, com o objetivo de coletar dados e informações com os acadêmicos dos cursos de licenciatura da UNIPAMPA sobre Docência, Cibercultura e Direitos Humanos. Com base neste questionário, pensamos de que maneira os cursos de licenciatura abordam a temática que envolve a cibercultura em seus componentes curriculares. Com o intuito de sabermos quais eram as opiniões dos discentes acerca desta questão, analisamos a pergunta Temáticas relacionadas ao uso das tecnologias digitais na educação são discutidas nos componentes curriculares do seu curso? para nos basearmos nos resultados e, através das respostas obtidas no questionário aplicado, 51,4% dos discentes responderam que não é discutido o assunto em questão em seus componentes curriculares e 48,6 dos discentes responderam que esse assunto é discutido nos seus componentes curriculares e que afirmam que as tecnologias podem e devem ser usadas como um método pedagógico. Para tanto, a concepção teórica que embasa o trabalho é a de que é fundamental a escola básica estar orientada para a busca de incorporação de ações pedagógicas que contemplem a imersão tecnológica dos sujeitos, bem como as possibilidades de uso de recursos tecnológicos na formação dos estudantes (MACHADO, 2016, p. 4-5). Sendo assim, é pertinente questionar por quais motivos a cibercultura não é abordada na sala de aula e o que impede a não integração das tecnologias em sala de aula, o que pretendemos abordar em estudos posteriores. Conclui-se que podemos relacionar este fato à falta de estrutura que existe nas instituições e também na falta de formação dos docentes acerca de tal assunto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
DOS SANTOS, F.; STORNIOLO DA CUNHA, J.; BRANDAO MACHADO, J. CIBERCULTURA E SUAS TEMÁTICAS NO ÂMBITO ACADÊMICO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.