GÊNERO E SEXUALIDADE: A IMPORTÂNCIA DAS DISCUSSÕES PARA A PROFISSÃO DOCENTE

  • Thais Fusari
  • Jessica Reis de Melo
  • Juliana Brandao Machado
Rótulo Gênero, Sexualidade, Formação, inicial, docente

Resumo

Este trabalho pretende analisar, com base na pesquisa realizada com alunos de licenciatura da UNIPAMPA, a abordagem sobre gênero e sexualidade em suas futuras profissões. Como parte de uma pesquisa mais ampla, intitulada Docência no século XXI: narrativas, práticas e proposições para a construção de uma epistemologia do trabalho docente tendo como eixo de desenvolvimento o tema Demandas dos docentes na formação inicial e na Educação Básica, pretendemos pontuar algumas questões sobre gênero e sexualidade, que possuem um grande peso nas relações sociais, dentro ou fora das instituições de ensino. O estudo, realizado pelo grupo PET Pedagogia, parte da problematização central: para um professor, qual a importância das discussões sobre gênero, dentro ou fora do ambiente escolar? O objetivo do trabalho é refletir sobre as questões de gênero e sexualidade com base em estudos literários e nas percepções de professores em formação inicial. Pretendemos analisar se participam destas discussões em seu curso, e também entender como ou se pretendem dar continuidade a estas discussões após a conclusão da licenciatura. A metodologia de pesquisa foi constituída através de um questionário online, enviado para todos os estudantes dos cursos de licenciatura da UNIPAMPA. O questionário abrangeu os eixos: acesso e permanência na Educação Superior, cibercultura e Direitos Humanos. Para a análise aqui realizada, iremos discutir sobre as questões de gênero e sexualidade no currículo escolar, a preparação e os objetivos dos licenciandos em relação a estas questões. Quanto aos resultados obtidos inicialmente, 48,7% dos respondentes do questionário sentem-se aptos para trabalharem as questões de gênero e sexualidade nas salas de aula, 82,1% pretendem trabalhar com esta temática na sua atuação profissional e 71,8% dos respondentes afirmam ter acesso à esta temática em seus componentes curriculares. Observaremos a importância desta questão, partindo de sua trajetória histórica, demonstrada por Foucault (1988), que também aponta sobre a importância de não tratar a sexualidade como um ímpeto rebelde que muitas vezes falha ao tentar controlá-la. Também discutimos com Imbernón (2000) a necessidade de uma redefinição da docência pois, a educação possui uma complexidade devido as mudanças aceleradas da sociedade e da educação. Observamos que cada vez mais se faz necessária a discussão desta temática nos ambientes escolares, para que haja a construção de um pensamento de respeito à diversidade e aos Direitos Humanos. Os professores em formação inicial já salientam esta importância, buscando aprender como repassar valores de respeito e como orientar seus futuros alunos a também compreenderem estas questões e respeitá-las, pois vivemos em um contexto onde a diversidade está cada vez mais presente, tanto em novas definições de gênero quanto nas orientações de sexualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
FUSARI, T.; REIS DE MELO, J.; BRANDAO MACHADO, J. GÊNERO E SEXUALIDADE: A IMPORTÂNCIA DAS DISCUSSÕES PARA A PROFISSÃO DOCENTE. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.