INCLUSÃO SOCIAL E PRODUTIVA: AÇOES ATER

  • Riviani Schopf
  • Jaqueline Carvalho Quadrado
  • Leonardo Andrade Goulart
  • Thiago Da Silva Sampaio
Rótulo Emater1, Ações2, Inclusão, social3

Resumo

A extensão rural trabalha o desenvolvimento rural e social mediante procedimentos educativos e técnicos, norteados como processos voltados as ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER). Para promover o capital social, com a valorização humana e qualificação da gestão da pequena propriedade, as dinâmicas atuam priorizando agricultores e pecuaristas familiares nas suas diversidades culturais de atuação campesina. Diante da premissa, a Emater RS/Ascar promove a dinamização do atendimento social e orienta públicos vulnerabilizados a alcançar políticas públicas, direitos sociais e socioassistenciais. A instituição extensionista, em parceria com a Secretária de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), busca a implementação de programas integrados de promoção do cidadão rural. As diretrizes organizacionais manifestam-se através do desenvolvimento de políticas inclusivas nas diferentes dimensões da sustentabilidade: a produtiva, com a promoção de novas formas de fornecer eficiência aos processos produtivos; a ambiental, com visão ao respeito ao meio ambiente; a política, no acesso a programas nas diversas esferas governamentais e a cultural, que respeita a identidade do homem do campo e norteiam o atendimento, a assistência e os principais aspectos da sua missão corporativa. Nessa premissa a Emater/RS-Ascar tem entre suas atividades: buscar a participação cidadã nas ações de ATERS, considerando as questões de gênero e geração, bem como promover a inclusão dos agricultores pobres, das populações quilombolas e indígenas, pescadores artesanais e assentados da reforma agrária, de forma a integrá-los ao desenvolvimento rural, garantindo a sua segurança e soberania alimentar e nutricional. As atividades realizadas englobam: Defesa de Direitos para a Redução da Pobreza Rural.  Atualização de Conhecimentos e Profissionalização de Produtores pela Qualificação Técnica. Os objetivos da pesquisa são relatar à abrangência dos serviços de ATERS, em 2018, e sua significativa amplitude nos segmentos sociais, visto os resultados apresentados. O estudo foi realizado através de entrevista semiestruturada em escritório integrante da regional Bagé RS, após esta etapa, buscou-se realizar pesquisa documental no relatório de atividades institucional 2018. Podemos observar então que os resultados do atendimento das ações alcançaram 493 dos 497 municípios gaúchos onde escritórios locais, atingindo 232.512 famílias em unidades de produção, com integrantes devidamente identificados e cadastrados, o que significa 57,8% das famílias da agricultura familiar do Estado. Conclui-se que os serviços de ATERS foram em consonância ao que prevê a Lei Estadual de ATERS nº 14.245, de 29 de maio de 2013, e com recursos oriundos dos governos municipais, estadual e federal. A execução das ações, conforme documentação institucional, fundamentou-se no atendimento aos anseios provenientes de grupos, associações e comunidades dos públicos atendidos/assistidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
SCHOPF, R.; CARVALHO QUADRADO, J.; ANDRADE GOULART, L.; DA SILVA SAMPAIO, T. INCLUSÃO SOCIAL E PRODUTIVA: AÇOES ATER. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.