A POLÍTICA MIGRATÓRIA BRASILEIRA: O CASO DOS VENEZUELANOS (2014-2018).

  • Yasmin Gonella
  • Rafael Balardin
Rótulo Política, migratória, brasileira, Imigrantes, Venezuelanos

Resumo

As migrações estão cada vez mais tendo destaque no mundo contemporâneo, visto que conflitos regionais estão cada vez mais frequentes e isso acaba por estimular o deslocamento de pessoas. O Brasil possui uma larga tradição de país receptor de imigrantes, desde o final do século XIX. Os grandes conflitos do século XX (I e II Guerras Mundiais) aumentaram o fluxo populacional e, o pós-Guerra Fria, trouxe uma nova lógica de conflito, que resulta em milhares de imigrantes (ou refugiados). Visto esse fenômeno e juntamente do que está acontecendo na fronteira norte brasileira grande fluxo migratório de venezuelanos para o Brasil este trabalho visa pesquisar se ocorrem mudanças na política migratória brasileira frente a esses ingressantes, tendo em consideração fatores ideológicos, políticos e humanitários como os principais fatores para analisar se há ou não uma modificação na tradição brasileira de políticas migratórias. Este trabalho busca caracterizar a política migratória brasileira, analisar sua atuação frente aos principais casos da segunda metade do século XX, e finalmente analisar a política migratória, especificamente, no período de 2014 a 2018 com a entrada de venezuelanos em território brasileiro. Este estudo é de natureza exploratória, utilizando-se do método histórico, de referencial bibliográfico e análise qualitativa dos dados investigados. Ao longo do trabalho notou-se que fatos históricos, sociais e econômicos também influenciaram no comportamento brasileiro frente aos fluxos migratórios que recebeu durante sua história, podendo-se apontar no século XIX o interesse da elite cafeeira no imigrante como mão de obra para as lavouras logo após a abolição da escravidão, mais tarde já no século XX a visão sob o estrangeiro muda completamente com a criação de legislações restritivas e uma visão de que o que vem de fora é uma ameaça ao status quo interno. Contudo com o fim da Ditadura Militar e o início da redemocratização nota-se uma flexibilização a entrada de imigrantes, onde o Brasil mostra-se como um país receptivo e amigável para migrar. Porém não é o que exatamente se constata, visto que até a criação da Lei de Migração em 2017 quando o fluxo de imigrantes venezuelanos na fronteira norte atingiu seu ápice o Brasil ainda legislava com base em leis do período da Ditadura.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
GONELLA, Y.; BALARDIN, R. A POLÍTICA MIGRATÓRIA BRASILEIRA: O CASO DOS VENEZUELANOS (2014-2018). Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.