ASSOCIAÇÃO DO ÍNDICE DE MASSA CORPORAL COM PESO E ALTURA DOS ALUNOS DA UNIPAMPA-CAMPUS ITAQUI.

  • Lara Leal
  • Gilberto Rodrigues Liska
Rótulo Regressão, Linear, IMC, Programa, R

Resumo

i) introdução O Índice de Massa Corporal (IMC), obtido através divisão do peso em quilogramas pela altura, em metros, elevada ao quadrado é um dos indicadores antropométricos mais aplicados para verificar se o peso de um indivíduo saudável está dentro da normalidade. As classificações do IMC variam com a literatura, mas a utilizada no trabalho foi: < 18,5 baixo peso, 18,5 a 24,9 eutrofia, 25,0 a 29,9 sobrepeso e > 30,0 obesidade; hipótese(s): O modelo de regressão linear (1º grau e/ou 2º grau) pode ser utilizado para estabelecer entre medidas antropométricas; iii) objetivo(s): O objetivo do presente trabalho foi analisar, a partir da estatística, a relação entre IMC, peso e altura; iv) material e métodos: A amostra do trabalho foi composta por alunos das turmas de estatística da UNIPAMPA-Campus Itaqui totalizando 187 integrantes, os quais responderam a um questionário por livre adesão e a amostra foi obtida por conveniência. Para as análises foi utilizado os métodos estatísticos de análise exploratória, sendo estas medidas descritivas e ogiva (gráfico de frequência acumulada). Também foi aplicado o modelo de regressão linear, no qual é utilizado para identificar uma medida de dependência entre duas variáveis e foram consideradas para o presente trabalho as equações de primeiro e segundo grau. Todos os cálculos estatísticos foram feitos com o auxílio do programa estatístico R e, para melhor interpretabilidade dos resultados, a altura dos entrevistados foi considerada em cm; v) resultados e discussão: Por meio do modelo de regressão linear com a equação de primeiro grau foi possível verificar que altura e peso se relacionam positivamente e com grande dispersão, ou seja, relação fraca. A equação de primeiro grau assume que o peso e altura aumentam indefinidamente, o que do ponto de vista biológico pode gerar conclusões espúrias. Nesse sentido foi ajustada a equação de segundo grau e os resultados demonstraram que a altura máxima alcançada é de 179 cm, cujo peso é de 109,9 kg. Com o auxílio da ogiva, conclui-se que mais de 50% dos entrevistados estavam na faixa eutrófica; vi) conclusão: O peso e altura nas faixas etária coletadas tiveram pouca relação, porém, caso fosse aumentada essa faixa etária, é possível que esta correlação aumente. Com relação ao IMC, foi possível observar que a faixa de 19 a 40 anos, classificada como eutrófica, é prevalente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
LEAL, L.; RODRIGUES LISKA, G. ASSOCIAÇÃO DO ÍNDICE DE MASSA CORPORAL COM PESO E ALTURA DOS ALUNOS DA UNIPAMPA-CAMPUS ITAQUI. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.