PREVALÊNCIA DE ENFISEMA PULMONAR EM PACIENTES INTERNADOS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE BAGÉ-RS

  • Manoel Alves
  • Rafael Ribeiro
  • Henry Ritta
  • Caroline Barreto
  • Guilherme Cassão Marques Bragança
  • Ana Carolina Zago
Rótulo Eficiência, respiratória, qualidade, vida, saúde

Resumo

Introdução: A incidência de doenças respiratórias no Brasil, sobretudo, na região da campanha, apresenta uma tendência ascendente em virtude do aumento da poluição e pelas alterações climáticas que ocorrem de forma brusca em curtos períodos de tempo. Tornam-se comuns nesta região as distâncias térmicas de mais de 20ºC em um período de 12 horas, o que agrava situações respiratórias patológicas. Dentre as doenças respiratórias graves destaca-se o enfisema pulmonar, que se desenvolve principalmente em pacientes fumantes, sendo esta cultura do fumo altamente prevalente no Rio Grande do Sul. Enfisema é uma doença respiratória grave que se caracteriza pela redução da elasticidade dos pulmões e a destruição dos alvéolos pulmonares, causando sintomas como respiração rápida, tosse ou dificuldade para respirar. O tratamento é apenas sintomático, com broncodilatadores, corticóides orais e inalatórios e também a mudança de hábitos, sendo o principal, findar com o tabagismo, além de realização de exercícios de reabilitação respiratória. Objetivo: Objetivou-se identificar a prevalência de pacientes internados com enfisema pulmonar no Hospital Universitário de Bagé-RS entre janeiro de 2018 e setembro de 2019. Metodologia: Trata-se de um estudo quantitativo transversal, em que os dados foram coletados pelo sistema de registro de pacientes do referido Hospital pelo CID da patologia promotora da internação. Este estudo traz dados parciais sobre patologias, sendo integrado a um projeto intitulado Avaliação das características físicas, composição nutricional, aspectos bioquímicos (in vitro e em modelo experimental Drosophila melanogaster) e atividade antioxidante de frutas do Bioma Pampa que também busca entender fatores patológicos para compreensão da possibilidade de utilização de frutos do Pampa para melhoria da qualidade de vida em internação, sendo o mesmo aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos, sob parecer nº 1.889.985. Resultados: Após verificação no sistema, observou-se 2813 internações no período em questão, sendo 4 (0,14%) casos motivados por enfisema pulmonar, em que destes, 3 eram homens, com idades entre 68 e 82 anos, havendo 3 internações pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e 1 particular. Esta avaliação proporcionou a observação de que a maior incidência desta patologia ocorre em pacientes homens acima dos 60 anos, corroborando com os dados trazidos na literatura. Conclusão: Conclui-se, portanto, que embora seja uma patologia ascendente no cenário nacional, na unidade hospitalar estudada houve pequena prevalência de internação por motivação enfisematosa pulmonar, porém, dentre os casos identificados, houve maior prevalência em idosos, que institucionalizaram pelo Sistema Único de Saúde. Com base no exposto torna-se consolidado o entendimento acerca da necessidade de prevenção e controle dos sintomas, promovendo melhor qualidade de vida e atenção ao paciente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
ALVES, M.; RIBEIRO, R.; RITTA, H.; BARRETO, C.; CASSÃO MARQUES BRAGANÇA, G.; CAROLINA ZAGO, A. PREVALÊNCIA DE ENFISEMA PULMONAR EM PACIENTES INTERNADOS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE BAGÉ-RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.