PERFIL DE PACIENTES INTERNADOS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO QUE UTILIZAM ÁCIDO ACETIL SALICÍLICO

  • Maurício da Silva
  • Henry Ribeiro Ritta
  • Caroline Araújo Barreto
  • Ana Carolina Zago
  • Guilherme Cassão Marques Bragança
  • Ana Paula Simões Meneses
Rótulo Internação, Hospital, Ácido, Acetilsalicílico

Resumo

PERFIL DE PACIENTES INTERNADOS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO QUE UTILIZAM ÁCIDO ACETILSALICÍLICO Introdução: O Ácido Acetilsalicílico (AAS) ainda é um medicamento determinante na prevenção de Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCi) e Infarto Agudo do Miocardio (IAM). Nas plaquetas, de forma auxiliar, diminui a produção de tromboxanos que são diretamente relacionados a agregação plaquetária, portanto faz com que diminua a formação de coágulos e trombos, auxiliando no fluxo sanguineo. O AAS está presente em prescrições de vários pacientes, sendo altamente observado nas prescrições hospitalatres, principalmente em pacientes idosos, que possuem doenças cardiovasculares e que sofreram algum evento tromboembólico anteriormente. Objetivo: Objetivou-se identificar a prevalência de pacientes adultos internados no Hospital Universitário de Bagé-RS, que fizeram uso de AAS 100mg durante a internação hospitalar. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, quantitativo, retrospectivo e documental, que utilizou dados obtidos do softwere do hospital universitário de Bagé-RS, sobre a prevalência de utilização do AAS 100mg, entre pacientes hospitalizados no primeiro semestre de 2019 (de 01/01/2019 a 30/06/2019). Este estudo traz dados parciais, sendo integrado a um projeto intitulado A Farmácia e o Uso Racional de Medicamentos tendo sido aprovado pelo Comitê de Ética, sob n° de protocolo 102092/2018. Resultados: Durante o período estudado ocorreram 790 internações, sendo que destas, 11,26% (n=79) pacientes fizeram uso de AAS 100mg durante a internação, sendo a maioria do sexo feminino (60,67%). O local da realização da pesquisa foi um hospital geral de pequeno porte, com 49 leitos, cujas internações ocorrem em todas as faixas etárias, exceto crianças. Grande parte dos pacientes que internam são portadores de doenças crônicas, muitas vezes cardiovasculares, o que pode levar ao uso de antiagregantes plaquetários durante a internação. Conclusão: Embora o AAS seja uma medicação de baixo custo, segura e usada amplamente para o tratamento de inúmeras enfermidades, observa-se um grande benefício e uma maior utilização em pacientes com doenças cardiovasculares. O presente estudo não permite chegar a conclusões sobre quais são as causas do uso do AAS no hospital estudado. Logo, mais estudos são necessários para esclarecer os reais motivos da utilização deste fármaco. Palavras-chave: Internação, Hospital, Ácido Acetilsalicílico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
DA SILVA, M.; RIBEIRO RITTA, H.; ARAÚJO BARRETO, C.; CAROLINA ZAGO, A.; CASSÃO MARQUES BRAGANÇA, G.; PAULA SIMÕES MENESES, A. PERFIL DE PACIENTES INTERNADOS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO QUE UTILIZAM ÁCIDO ACETIL SALICÍLICO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.